Juliana Montani Raimundo, André Gustavo Bonavita, Paula do Carmo e Sabrina Gonsalez, são os professores doutores da área de Farmacologia da UFRJ Campus Macaé, idealizadores do site ‘Farmacologia Informa’

Criado por quatro professores de Farmacologia da UFRJ Campus Macaé, ‘Farmacologia Informa’ aborda as novidades para a contenção do novo coronavírus

Visando atualizar a população sobre as novidades quanto aos avanços no tratamento da COVID-19 que assola o mundo todo, professores de Farmacologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé criam o site ‘Farmacologia Informa’, que vem ganhando cada vez mais evidência na cidade.

Segundo Juliana Montani Raimundo, professora e uma das idealizadoras do projeto, o objetivo central do site é informar a sociedade à respeito dos avanços no tratamento da COVID-19, com base na literatura científica e em documentos dos órgãos de saúde nacionais e internacionais.

“Diante da pandemia do COVID-19 e das inúmeras informações veiculadas através da mídia, redes sociais e aplicativos de mensagens sobre os possíveis tratamentos da doença, visamos apresentar uma fonte de informação segura e confiável onde o conhecimento científico é veiculado de forma acessível”, pontua.

Cooperando com a saúde e o bem-estar da sociedade neste momento em que o isolamento social é a principal medida protetiva contra a proliferação do vírus, além da Juliana, o site foi idealizado por André Gustavo Bonavita, Paula do Carmo e Sabrina Gonsalez, todos professores doutores da área de Farmacologia na instituição e pertencentes ao Grupo de Trabalho para Enfretamento da COVID-19 do Campus Macaé (GT COVID-19 UFRJ-Macaé).

“No site são abordados os fármacos em estudo pré-clínico e clínico e aqueles que estão sendo utilizados no tratamento da COVID-19 no Brasil e no mundo através de informativos temáticos redigidos pela equipe do ‘Farmacologia Informa’ e por professores colaboradores e publicações sobre a cloroquina, a nitazoxanida e a ivermectina, que são medicamentos que ganharam grande popularidade durante a pandemia do COVID-19”, destaca a professora.

De acordo com Juliana, no material também há publicações sobre artigos científicos e diretrizes/normativas do Ministério da Saúde e sociedades médicas para os leitores da área da saúde que querem se aprofundar nos temas abordados e, além disso, as pessoas podem tirar dúvidas sobre os temas e fazerem comentários no próprio site ou nas redes sociais de divulgação do mesmo.
“Uma das expectativas da equipe do ‘Farmacologia Informa’ é contribuir para a transferência do conhecimento científico que é obtido nas universidades e centros de pesquisa para a sociedade em geral. Neste sentido, aproximamos a universidade e a sociedade para melhor informação da população sobre o uso de medicamentos”, ressalta.

A professora revela ainda que, outro aspecto importante é que com as incertezas e os medos relacionados à COVID-19, o risco de automedicação é maior, o que pode trazer uma série de riscos para a saúde das pessoas. Isso foi observado, por exemplo, com a corrida às farmácias para compra de medicamentos como a cloroquina. “Esperamos com o site cooperar para o uso racional de medicamentos e para o esclarecimento de informações falsas que são veiculadas sobre medicamentos para a prevenção e tratamento da COVID-19”, esclarece.

Para acessar o site na íntegra basta acessar o link pelo endereço farmacologiainforma.com e pelas mídias sociais, no Facebook, https://www.facebook.com/groups/992601474471214/, Instagram, https://www.instagram.com/farmacologiainforma/ e, no Twitter, https://twitter.com/informafarmaco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here