Vários botijões de gás de cozinha e veículos de empresas foram detidos durante a operação da Polícia Civil, realizada na manhã de quinta-feira (4) - Divulgação

Agentes da 123ª DP realizaram ação em combate a venda ilegal de botijão de gás de cozinha em vários bairros da cidade

A Polícia Civil de Macaé desencadeou a Operação “Consumo Seguro” para cumprir mandados de busca e apreensão em diversos pontos de venda ilegal de Gás Liquefeito de Petróleo, conhecido como gás de cozinha, em Macaé. A ação, contou com o apoio de outros órgãos competentes para identificar irregularidades na comercialização ilegal no município, nas primeiras horas da manhã de quinta-feira (4), por volta das 7h.

A investigação ocorre há meses depois de uma audiência pública realizada pelo órgão Ministério Público para discutir os riscos existentes em decorrência da venda irregular do produto e como os órgãos podem combater o comércio clandestino.

No início da tarde, por volta de meio dia, diversos botijões de gás e veículos de empresas possivelmente clandestinas, foram apreendidas e levadas para a 123ª DP de Macaé.
Segundo o delegado titular de Macaé, Filipe Poeys, a operação foi positiva e benéfica para o combate à venda ilegal.

“Nosso objetivo é intensificar as operações no sentido de coibir a venda ilegal de gás butano, protegendo a sociedade, uma vez que o comércio irregular põe em risco a vida da população”, alertou o delegado titular da 123ª DP de Macaé.

Para o Corpo de Bombeiros, o cliente precisa solicitar o alvará do órgão para saber se a empresa tem permissão para realizar a venda. Segundo o Corpo de Bombeiros, o comércio clandestino pode levar a venda de botijões amassados, enferrujados e até mesmo com a válvula de segurança danificada, podendo acarretar em vazamento de gás durante o uso.

As penalidades para quem vende gás sem autorização ocorrem nos âmbitos administrativos, cíveis e criminais e pode pegar até cinco anos de detenção. A atividade de comercialização de gás de cozinha é regulada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

A operação se estendeu no período da tarde, onde os agentes da Polícia Civil realizaram novas diligências, enquanto outros contabilizavam as apreensões de produtos que estavam na delegacia. O balanço parcial da operação não foi divulgado até o final esta edição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here