Pandemia: Macaé Convention cumpre regras de segurança e retoma as atividade - Divulgação

A instituição reabre o seu escritório, a partir desta segunda feira (6), mas cumprindo todas as diretrizes de proteção contra o covid-19 determinadas pelos decretos municipais.

Após incluir o município no plano de criação do selo de segurança ‘Rio de Janeiro – Turismo Consciente’, o Macaé Convention reabre as portas do escritório físico a partir desta segunda feira (6), mas cumprindo todas as diretrizes de proteção contra o Covid-19 determinadas pelos decretos municipais.

Empresário Guilherme Abreu – Divulgação

Sob a presidência do empresário Guilherme Abreu, o escritório ficou fechado durante quatro meses diante da pandemia de Covid-19, que obrigou o mundo a se fechar em casa: “Desde março deste ano, funcionários e executivos no Brasil e do mundo se viram diante de grandes desafios: preservar a saúde, os empregos e os negócios. Ainda não há como prever quando as pessoas poderão voltar aos ambientes de trabalho e sentar lado a lado, uma vez que o novo coronavírus não será erradicado tão cedo e uma vacina está prevista apenas para 2021”, comentou o presidente Guilherme.

Ele ainda esclarece que, mesmo assim, as empresas já começaram a se organizar para a reabertura dos seus escritórios e suas atividades, ainda que parcialmente. “Nós do Macaé Convention já nos adequamos a nova realidade cumprindo as diretrizes dos decretos municipais para reabrir com segurança. Sabemos que em algumas cidades no estado do Rio já se flexibilizaram; com isolamento social para alguns setores, mas com restrições ao número de trabalhadores, horários, atividades e obrigações quanto ao uso de EPIs. Em Macaé, nosso último decreto municipal expedido ( n. 094/2020 de 03 de julho de 2020) informa que apenas em dias e horários estabelecidos podemos retornar às atividades laborais”, disse.

Segundo Guilherme, o Macaé Convention preparou um informativo aos associados e parceiros com os novos procedimentos para o retorno das atividades no escritório do Macaé C&vb. Ele enumerou as seguintes medidas adotadas: Novo layout de escritório: “ Não será possível permanecer com o layout do escritório da pré-pandemia; como uma das medidas para evitar a transmissão do vírus é manter o afastamento social, não poderemos trabalhar próximos e será preciso respeitar uma distância mínima de 1,5 metro entre uma pessoa e outra;; Haverá redução do adensamento das mesas, limitando a aproximação de outras pessoas por faixas demarcadas no chão; colocaremos as mesas em posição rotativa, faremos limpeza reforçada periódica e não haverá reuniões presenciais por ora; e as empresas associadas e demais empresas vão retornar ao trabalho em dinâmicas diferentes, sendo assim, vamos intercalar entre trabalho remoto e presencial no escritório”, explicou o presidente.

Por outro lado, de acordo com Maria José Lisboa – Secretária Executiva, o reforço da higienização para o retorno de todos virá acompanhado de regras rígidas, a começar pelo uso de máscaras.

“Vamos aferir a temperatura das pessoas ao entrar no escritório, pessoas com sintomas ou do grupo de risco são aconselhadas a permanecer em casa; Aumentaremos a sinalização interna com cartazes sobre lavar as mãos com água e sabão, ou usar álcool gel, de manter os ambientes bem ventilados e de não compartilhar objetos pessoais; evitar tocar em olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas; Mesas, computadores e demais instrumentos de trabalho deverão ser higienizados com desinfetante ou álcool 70% pelos próprios usuários ao menos duas vezes por dia: no início e no final do expediente; Vamos redesenhar uma rotina de higiene para o pessoal da limpeza do escritório, especialmente de superfícies altamente tocadas, como telefones, maçanetas, janelas, interruptores, torneiras e pias”, disse a secretária.

Maria José explica ainda que outro projeto foi o de integração e boas-vindas. “Reintegrar todos ao ambiente de trabalho será um processo demorado, uma vez que ainda haverá hesitação e medo de contaminação; e conclui: “A luta contra o Coronavírus pertence a todos nós”.

A Instituição

O Macaé Convention & Visitors Bureau é uma entidade privada, apartidária e sem fins lucrativos que tem por missão, aumentar o fluxo turístico por meio da promoção do destino Macaé. O MC&VB foi criado conforme outras instituições existentes em todo o Brasil e no mundo, onde reúnem empresas e entidades ligadas aos setores de turismo como hotelaria, gastronomia, transporte, comércio, indústria, serviços, entre outras. O principal objetivo é contribuir para o desenvolvimento econômico e social de Macaé através do turismo, incentivando a promoção de eventos de lazer e de negócios, congressos, seminários, workshops e feiras em diversos espaços preparados para essas finalidades.

Seus Associados têm atendimento ágil, responsável e eficaz para desenvolvimento de projetos focados no desenvolvimento do turismo local e no crescimento da região. Várias ações internas, reuniões e eventos de networking contam com a participação de profissionais credenciados que estimulam os empresários e empreendedores locais a fortalecerem seus conteúdos técnicos e a unirem seus interesses e necessidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here