CIGARRAS DE MACAÉ – Há três anos e dois meses, um desastre ambiental mudou a vida de muitos mineiros, em Mariana… Agora em Brumadinho a tragédia se repete… Até quando as pessoas serão desrespeitadas, até quando a Natureza será agredida… Naquela ocasião lembramos o Rio Doce…

– De Mariana ao mar,
sou triste rio a chorar…
Mariana, oh! Mariana!
– Meu perdão não vai volver tuas lágrimas, teu sangue,
que agora estão a correr no leito desse teu Rio Doce,
que doce podia ser!
– Chora Aimorés e Caratinga,
chora Belo Oriente também,
se dilui em dor Galiléia, na mancha do rio amargo, que agora doce não tem…
Conselheiro Pena lamenta!
-Ah! Doce meu Rio Doce!
– Como te verão Coronel Fabriciano, Ferros e Guaraciaba?
Os peixes não pulam mais,
Meninos não brincam mais em tuas águas!
– Ah! Governador Valadares, quantas histórias já te dei!
E agora morro ao teu lado, no leito que demarquei…
– Ah! Doce, doce rio… De Iapu, Ipaba, Itabira, Ipatinga, que Drumond prenunciou…
Chora meu rio chora…
As lágrimas de Manhuaçu, de Ouro Preto, Piriquito, Piranga e Ponte Nova,
Destacando Resplendor…
Se há dor em te ver chorando, lágrimas assim em lama,
Imagino João Monlevade, que tanto, tanto te ama!
– Ah! Doce meu Rio Doce…
Correi depressa, levai essa doença que agora te dilacera, te esvai…
Passa por Santa Rita do Itueto,
Passa por Itueta, se mostra em Santana do Paraíso,
E em Timóteo também!
– Dói meu peito dói minha vida que Tumiritinga acalentou…
Só Viçosa que é tão linda, quantas vezes me beijou!
-E agora passo silente, sem poder acarinhar
Toda essa Minas Gerais que sempre pude abraçar…
Chego ao Espírito Santo, para pedir por minha vida,
Talvez Deus possa me ouvir,
Nos clamores de Colatina, Marilândia,
Pancas e Itaguaçu, São Roque do Canaã, Afonso Cláudio, Baixo Guandu…
-Linhares, meu último afago no meu doce serpentear…
– Ah! Doce meu Rio Doce…
Ao mar depositas teu corpo, como num grito final,
Regência se põe de pé,
Com o mar ao seu dispor, para que nele descanses,
no balanço dessas ondas, que com certeza um dia acalmarão tua dor!!!

Aurora Ribeiro Pacheco
cigarrasmacae@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here