Moradores pedem reparo de buraco no bairro da Glória 

155

Problema estaria acontecendo há três meses na subida da Rua Sidnei Vasconcelos Aguiar

Os diversos buracos nas ruas e avenidas de Macaé, além de atrapalharem o trânsito e colocarem em risco a segurança de motoristas e pedestres, trazem vários prejuízos para os proprietários de veículos.

Essa semana o jornal O DEBATE recebeu novas reclamações devido a falta de manutenção das vias da Capital do Petróleo. Dessa vez o problema está acontecendo na Rua Sidnei Vasconcelos Aguiar, no trecho que sobe para o Bairro da Glória, próximo a Linha Verde.

Segundo a moradora Gisele Fani, o problema não é de hoje. “Aqui tem um buraco que já existe há mais de três meses. Desde então ele vem causando transtornos e prejuízos a todos que passam por aqui”, relata ela alertando para os riscos. “Parece inofensivo, mas quando você passa por ele a sensação é que o seu carro vai desmontar. Infelizmente nós não temos voz com a secretaria responsável pelo tapa-buraco”, lamenta.

Os moradores relatam que esse trecho da via, situado próximo a um conjunto residencial de grande porte, é um acesso que precisa redobrar a atenção por ser uma subida íngreme e situada em uma curva. “Fora que aqui sobe ônibus. Muitos condutores acabam desviando do buraco, que está na pista de quem sobe, podendo ser surpreendido por alguém descendo e ocorrer um acidente. Pedimos às autoridades que consertem isso o quanto antes. Pode parecer uma coisa pequena, mas que, pode ter certeza, fará uma grande diferença para a população”, diz o outro morador, Eric.

A nossa equipe entrou em contato com a prefeitura, que informou que a Secretaria de Infraestrutura já teve conhecimento do problema e tomará as devidas providências para saná-lo. No entanto, nenhum prazo foi dado de quando o serviço será executado.

Lembrando que a manutenção das vias está prevista dentro do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), que garante ser dever das autoridades promover um trânsito seguro e de qualidade. De acordo com o Art. 1º “o trânsito, em condições seguras, é um direito de todos e dever dos órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito, a estes cabendo, no âmbito das respectivas competências, adotar as medidas destinadas a assegurar esse direito”. Mas, na prática, a lei não é respeitada nem mesmo pelas autoridades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here