Macaé se despede do jornalista e artista plástico Martinho Santafé

264

Macaé se despede do jornalista e artista plástico Martinho Santafé. Ele faleceu na tarde desta terça-feira, vítima de câncer. Casado com Bernadete Vasconcellos, ele deixou dois filhos e um neto. O velório acontece nesta quarta-feira (6), na Capela Santa Casa de Misericórdia e o enterro ocorrerá no Cemitério do Caju, em Campos dos Goytacazes. O horário do sepultamento ainda não foi divulgado pela família.

Nascido em Campos dos Goytacazes, Martinho Santafé se formou em Jornalismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Foi correspondente do O Fluminense, Folha da Manhã, A Cidade, Rádio Jornal de Macaé e o Diário Popular de São Paulo. Seu vasto currículo não parou por aí: foi fundador do jornal Folha Macaense, em 1981.

O jornalista também dividiu o seu tempo pintando quadros. Seu lado de artista plástico foi tão inspirado quanto o de jornalista. Seus quadros foram abstracionistas.

Ele e sua esposa, estavam à frente da Revista Visão Social. Em 1991, Martinho fez parte da equipe do jornal O DEBATE, onde foi colaborador por alguns anos.

Em uma de suas entrevistas concedida ao jornal, Martinho falou da sua grande admiração pelo periódico: “O DEBATE tem sido a grande testemunha da história de Macaé. Desde o fim da década de 70 até os dias atuais, o jornal acompanhou todas as transformações sociais, políticas e econômicas da região. Hoje, Macaé é o segundo município mais dinâmico do Brasil. O jornal acompanhou esse processo e ajudou a contribuir como o veículo de Comunicação mais importante da cidade”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here