Macaé espera imunizar 54 mil pessoas contra a Influenza

261

Primeira etapa da Campanha de Vacinação é voltada para crianças de até cinco anos e gestantes

Essa semana, foi dado início à 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza em todo o Estado do Rio. O Governo do Estado diz que a meta para esse ano é de imunizar cerca de 4,8 milhões de pessoas contra a gripe. Para isso, 14 mil profissionais de saúde em 92 municípios foram mobilizados.

Em Macaé, 31 unidades de saúde na cidade e nos distritos serranos estão oferecendo a vacina. A expectativa é de que 54 mil pessoas sejam imunizadas na Capital do Petróleo até o fim da campanha, que se encerra no dia 31 de maio. O dia D de vacinação acontecerá em 4 de maio.

O público-alvo (prioritário) é: crianças de seis meses a cinco anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas com 60 anos de idade ou mais; trabalhadores de saúde (com comprovação); professores das escolas públicas e privadas (com comprovação); pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independente da idade, com apresentação da prescrição médica, especificando o motivo da indicação, no ato da vacinação; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medida socioeducativa e população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na primeira etapa da vacinação, que termina no próximo dia 19, a imunização será voltada para as crianças e gestantes. Entre os dias 22 de abril e 31 de maio, será aberta para todos os grupos prioritários.
Assim como nos anos anteriores, o esquema vacinal adotado é de duas doses para as crianças entre 6 meses e 8 anos de idade que nunca tenham sido vacinadas anteriormente, e de uma dose para indivíduos a partir dos nove anos de idade.

Segundo o Governo do Estado, no ano passado, a cobertura atingida pela campanha foi de 77,99% do público-alvo. O objetivo em 2019 é alcançar, no mínimo, 90% da população. A Superintendência de Vigilância Epidemiológica da SES destaca que em 2018, foram notificados 233 casos de influenza, com 30 óbitos. Em 2019, não ocorreu nenhuma notificação da doença. “A vacina contra a influenza é uma das medidas mais efetivas de prevenção em relação à doença e suas complicações”, ressalta o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa, de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

Onde se imunizar

Os pontos de imunização são: Casa da Vacina (Centro); Pronto Socorro Aeroporto; ESF Ajuda B e C; ESF Aroeira; ESF Aterrado do Imburo; ESF Barra/Brasília; ESF Jardim Franco; ESF Areia Branca; ESF Bicuda Grande; ESF Bicuda Pequena; ESF Cajueiros; ESF Córrego do Ouro; ESF Engenho da Praia; ESF Frade; ESF Fronteira; ESF Glicério; ESF Horto; ESF Imbetiba; ESF Lagomar A/D e B/C; ESF Morro de São Jorge; ESF Nova Holanda; ESF Nova Esperança; ESF Praia Campista; ESF Sana; ESF Trapiche; ESF Virgem Santa; ESF Visconde; UBS Barramares; UBS Imboassica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here