Material apreendido por agentes da Guarda Ambiental foram encontrados em mata, no bairro Bosque Azul - Foto Guarda Ambiental

Entre os materiais apreendidos, 5 gaiolas com pássaros papa-capim, 13 alçapões e um transporte de várias espécies de pássaros

Agentes da Guarda Ambiental de Macaé apreenderam, na manhã de sexta-feira (20), por volta das 9h, vasto material usado para caça predatória em mata. A apreensão aconteceu no bairro Bosque Azul, após um reforço da equipe ambiental.

O material foi encontrado em um acampamento montado nos arredores do bairro, cujo local é cercado por uma mata fechada.

Entre os materiais apreendidos, estão 5 gaiolas com pássaros papa-capim, 13 alçapões e um transporte de várias espécies de pássaros. A Guarda Ambiental explicou à reportagem de O DEBATE que os agentes estão realizando patrulhamento contínuo em vários locais da cidade para coibir a prática da caça predatória.

O trabalho está sendo intensificado em toda região da cidade, mas principalmente na região serrana, pois os criminosos acampam no local para caçar.

Vale ressaltar que, de acordo com o Artigo 29 da Lei nº 9.605/98, “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécies da fauna silvestre nativa ou em rota migratória sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida, há pena de seis meses a um ano de reclusão, além de multa. Em caso de infração, o indivíduo sofrerá as penalidades definidas pela Lei Federal nº 9605/98 e na Lei Complementar nº 027/2011.

São considerados animais silvestres aquelas espécies que vivem ou nascem em um ecossistema natural, como florestas, rios e oceanos. Dos animais que podem ser encontrados em Macaé, 14 deles estão na lista do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) dos ameaçados de extinção.

Denúncias desse tipo podem ser feitas à Guarda Ambiental, através do telefone (22) 99701-9770. Esse número funciona em tempo integral e também pode ser utilizado para a população denunciar casos de incêndio florestal, maus tratos a animais, caça, invasões em áreas de preservação ambiental e desmatamentos no município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here