Problema no condomínio foi denunciado pelo jornal há cerca de um mês. Essa semana, moradores voltaram a reclamar - Foto Wanderley Gil/ Arquivo

Segundo eles, problema segue sem solução. Cedae diz que irá realizar manutenção preventiva hoje na subestação Severina

Em meio a tantos problemas, a falta d’água ainda gera transtornos para os macaenses. É nessa época do ano que as reclamações aumentam. Nas últimas semanas, muitos cidadãos têm procurado o jornal O DEBATE para relatar os transtornos gerados pelo abastecimento precário na Capital do Petróleo.

Quem tem sofrido com isso são os moradores do Condomínio Brisa do Vale, na Ajuda de Cima. Há cerca de um mês, o jornal publicou duas reportagens mostrando a situação na localidade.

Essa semana, um grupo de moradores voltou a procurar a nossa equipe de reportagem para relatar que o problema continua sem uma solução definitiva.

“Eu moro aqui no condomínio Brisa do vale e continuamos com a mesma novela de sempre. Estamos com o abastecimento uma vez por semana aqui, onde moram 912 famílias. Com esse abastecimento, vocês acham que essa água dá para todos? Queremos saber sobre essa tal bomba que a CEDAE fala que vai instalar e até agora nada. Toda vez que começa a mandar água para o condomínio, eles param e alegam que estão fazendo a manutenção das bombas. Com isso, temos que ficar ligando para saber quando vai mandar água de novo, ficamos implorando por uma coisa que pagamos todo mês. É uma vergonha”, desabafa Liliana.

E as reclamações não param por aí. “Os moradores do Brisa do Vale pedem socorro! Mais uma vez a CEDAE nos deixa sem água. Na última vez disseram que não tinha água o suficiente porque o nível do rio era baixo.

Qual a desculpa agora? Prometem que vai ter abastecimento e não tem. Já quando tem, não é o suficiente para atender a todos”, reporta Wander.

Quem também faz um desabafo é Emerson. “Os síndicos e os responsáveis aqui no Brisa do Vale, estão tentando entrar em contato com a CEDAE e falar com o responsável pela manobra de água, que prometeu o abastecimento para a madrugada de segunda para terça-feira, mas estranhamente não conseguem falar com o cidadão. Aqui temos apartamentos com recém-nascidos, idosos, pessoas com mobilidade restrita, pessoas com deficiências diversas, pessoas que não têm para onde ir para poder tomar um banho, por exemplo. Estes responsáveis (ou irresponsáveis?) da CEDAE estão zombando dos moradores com estas promessas vazias. Isso é uma falta de respeito, pois prometem e não cumprem”, relata.

O morador Paulo cobra que as autoridades macaenses tomem providências diante do descaso. “Alguém do poder público precisa tomar uma providência mais enérgica. O descaso é notório. Penso que eles não estão nem aí com as suas obrigações. Não têm respeito, não têm nenhum receio de serem punidos, como se tivessem a plena certeza da impunidade. Imploro aos órgãos responsáveis que lutem pelos nossos direitos. Deixo aqui o meu protesto como cidadão e como eleitor”, diz.

Quem reforça isso é Clarindo. “É uma vergonha para essas autoridades de Macaé, que continuam tratando os seus moradores como lixo. Essa Cedae que não ajuda a população de forma alguma. Alguns meses atrás, a prefeitura tomou a frente de servir água para o povo sem nada cobrar e não faltava água, agora a Cedae volta cobrando e deixando a desejar. Nenhum poder político fez nada, será que agora que antecede eleições eles vão aparecer? Essa é a minha revolta”, questiona.

Procurada pela nossa equipe no início dessa semana, a Nova Cedae informou que vem realizando manobras para reforço do abastecimento no condomínio Brisa do Vale e continuará monitorando o sistema a fim de executar as ações necessárias.

Ela ressaltou que, a fim de dar maior segurança e garantia operacional ao sistema de abastecimento no município de Macaé, irá realizará nesta quinta-feira (21), um serviço de manutenção preventiva na subestação da captação Severina. O serviço irá começar às 10h e tem previsão de ser concluído às 18h do mesmo dia.

Denuncie o problema

Com o aumento nas reclamações referentes ao abastecimento, o jornal O DEBATE está criando um canal com os seus leitores. Quem estiver com problemas referente a água, pode enviar uma mensagem pelo WhatsApp: (22) 99609-9064. Na hora é importante, além de informar há quanto tempo o problema está acontecendo, o nome e o endereço completo. Esse contato também poderá ser usado para outras denúncias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here