Dr. Eduardo Cardoso poderá assumir o cargo de prefeito de Macaé

7190

A expectativa do julgamento pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), processo número 0026526.72.2018.8.18.0000, pautado para as 13 horas desta quarta-feira (27), poderá provocar mudanças no governo se a denúncia contra o prefeito Dr. Aluízio dos Santos Júnior e o secretário de Administração, Antônio Luiz Pinheiro Santos, feita pela Procuradoria Geral de Justiça no inquérito instaurado em 2017 pelo Ministério Público, para investigar uma denúncia sobre o caso referente a desvio de verba pública em favorecimento de uma funcionária fantasma.

Se os acusados forem penalizados, quem assume o cargo de prefeito na linha de sucessão e o presidente da Câmara Municipal, Dr. Eduardo Cardoso Gonçalves, que passou a ser o sucessor principal após a renúncia do vice-prefeito Vandré Guimarães, que preferiu tomar esta medida após o prefeito bloquear seu pagamento afirmando que ele não trabalhava.

O caso que se imaginava “enterrado” surpreendeu ontem os meios políticos da cidade que agora vivem a expectativa do julgamento que, no dia de ontem, advogados do prefeito tentavam retirá-lo da pauta, mas não conseguiram. A desembargadora Lígia Maria Vieitas da Fonseca determinou a inclusão do presente feito na pauta da sessão de julgamento do dia de hoje.

No dia 04 de maio de 2018, a Procuradoria designou o Sub-Procurador Geral de Justiça de Assuntos Criminais e de Direitos Humanos, Alexandre Araripe Marinho, para oferecer denúncia relativa ao processo e atuar nos termos da Ação Penal Correspondente.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here