Equipes do Corpo de Bombeiros fizeram a remoção do cadáver e encaminharam para o IML de Macaé

Um corpo do sexo masculino foi encontrado no início da manhã desta segunda-feira (25), por pescadores, boiando às margens do Rio Macaé, próximo o Iate Clube, em frente a sede da Prefeitura de Macaé. Populares acionaram a Polícia Militar, que compareceu momentos depois ao local para fazer o registro de ocorrência. Logo em seguida, parentes da vítima reconheceram o corpo, que foi identificado como Deivyson Tavares de Souza, de 18 anos.

Retirado do mar pelos agentes, o corpo estava sem a cabeça e apresentava perfurações de arma de fogo. Além das marcas de tiros, uma corda estava enrolada no corpo com uma bolsa de areia, fazendo com que o corpo afundasse no mar. Este é mais um crime brutal, que assusta moradores não só da localidade, mas também de toda cidade, que sofrem com a insegurança e o medo constante de passar por situações de risco.

No início deste mês um outro corpo também foi encontrado no Rio Macaé, próximo à Receita Federal, na Rua Ferreira Viana, por volta das 10h. O corpo apresentava sinais de perfurações que possivelmente foram provocadas por arma de fogo, e era de um jovem do sexo masculino.

Esses crimes na maioria da vezes têm ligações com o tráfico de drogas, e mostra o poder que os bandidos exercem sobre a sociedade, que fica apreensiva. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal de Macaé (IML). O caso foi registrado na 123ª Delegacia de Polícia de Macaé.

Crime em Rio das Ostras

Um homem foi morto a tiros na madrugada de domingo (24), no bairro Jardim Campomar. Próximo ao corpo, a Polícia Militar encontrou um aparelho de celular e quatro cápsulas de calibre 9 milímetros. A vítima ainda não foi identificada.

Segundo a PM, o homem aparenta ter idade entre 25 e 30 anos, e aproximadamente 1,65 cm de altura. O crime aconteceu na Rua Elis Regina esquina com Alameda Campomar e o corpo foi encontrado depois que a polícia recebeu informações através do Disque Denúncia.

Nenhum suspeito pelo crime foi preso. O caso é investigado na 128ª Delegacia de Polícia de Rio das Ostras. Até o momento ninguém foi preso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here