Vitrine mundial

274
Feira chega a décima edição com potencial de projetar Macaé para o mundo

Da superação à retomada, a Brasil Offshore sempre exercerá uma forte influência sobre a cadeia produtiva do petróleo local, não apenas pela importância de ser o terceiro maior evento do petróleo no mundo, mas por ser a referência da relação direta entre as grandes operadoras e as empresas locais, que concentram a expertise capaz de reestruturar toda a história da cidade com o óleo e o gás.

Neste caminho, a décima edição da feira já reserva números impressionantes que representam a confiança do mercado nacional nas potencialidades que a Bacia de Campos ainda oferece, tanto para o Brasil, quanto para o mundo.

E mesmo que o pré-sal seja a joia da coroa do mercado nacional do petróleo, e responsável hoje pela maior fatia de barris produzidos diariamente no país, as reservas há quatro décadas em produção na Bacia de Campos ainda possuem óleo suficiente para sustentar um novo ciclo virtuoso para Macaé e o mundo.

Com a proposta da revitalização dos campos maduros, e com áreas ainda não exploradas, a gêneses do petróleo nacional requer, muito mais que investimentos internacionais, mas sim a confiança de ser o sustentáculo de uma nova frente de produção da principal matriz energética global.

Não é à toa que mais de 450 empresas já tenham garantido espaço no pavilhão de expositores da feira, cenário onde os negócios realmente acontecem, e onde o mercado pavimenta um novo futuro de operações de exploração e de produção de óleo e gás.
E o resultado desse novo fôlego é a geração de postos de trabalho, um perfil que ainda requer mais paciência para a mão de obra que segue fora do mercado formal.

Em se tratando de Macaé, as expectativas sobre um resultado rápido sobre a restruturação do mercado são grandes, e dependem diretamente dos resultados estimados para a Brasil Offshore deste ano.

Diante de tudo que está sendo preparado, quem realmente não participar deste evento simbólico para o mundo do petróleo, perderá a oportunidade de ver de perto como o petróleo é mutável, capaz de se reerguer e alavancar o desenvolvimento econômico de uma cidade, de um Estado e de um país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here