Vereadores defendem retorno do Proeis

107
Robson Oliveira (PSDB) é o autor do pedido, que foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal

Com o programa, cabe à prefeitura o pagamento dos servidores estaduais, por meio de horas extras

Na sessão de quarta-feira (10), a Câmara Municipal de Macaé voltou a defender a retomada do convênio que viabiliza o Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis). Tal medida garante a presença de policiais militares atuando em dias de folga, ampliando as ações da corporação na cidade. Robson Oliveira (PSDB) é o autor do pedido, que foi aprovado por unanimidade.

Com o Proeis, cabe à prefeitura o pagamento dos servidores estaduais, por meio de horas extras. “A segurança melhora quando o policial está nas ruas e todos percebem. Vamos seguir defendendo esta importante pauta e conto com o apoio de todos os vereadores”, disse.

Em defesa da proposta de Robson, Paulo Antunes (MDB) pediu que uma cópia do requerimento fosse encaminhada ao novo secretário de Ordem Pública de Macaé, Daniel Bandeira. “Pessoalmente, falarei com ele sobre a questão. A volta do Proeis trará bons resultados.”

Cesinha (Pros) e Marcel Silvano (PT) lembraram que, desde a legislatura passada, a Câmara cobra o retorno do programa. O petista disse, ainda, que o Executivo agiu de forma demagoga, em 2017, quando pagou o décimo terceiro salário dos policiais que atuavam na cidade, na época em atraso por parte do antigo governador. “O que foi gasto daria para manter o Proeis por três anos. Que o prefeito assuma os erros e mude de postura”, acrescentou.

Na mesma sessão, Robson também apresentou pedidos para que o Executivo estadual aumente o efetivo da 123ª Delegacia de Polícia (DP) de Macaé, bem como estudos de viabilidade para um novo batalhão da Polícia Militar na região. Ambos receberam votos favoráveis de todos os vereadores presentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here