O Vereador Luciano Diniz é o autor do projeto que cria o pagamento de uma renda mínima de R$500, a ser paga - Divulgação

Diante desse momento delicado da economia, em os trabalhadores informais já sentem o impacto do isolamento social para conter a contaminação ao coronavírus, o Vereador Luciano Diniz envia requerimento e ofício ao Executivo macaense, solicitando a criação de uma renda mínima de R$500, a ser paga pelos próximos três meses a todos os ambulantes cadastrados e ativos na Prefeitura e MEIs regularizados na cidade.

De fato, a grande maioria dos ambulantes da cidade está sem trabalho, e sem condições de sustentar suas famílias. Alguns já disseram que se não morrerem desse vírus, morrem de fome. Na verdade, os trabalhadores informais são os que mais sofrem com o isolamento social, já que as pessoas não saem de casa a não ser para mercados e farmácias.

O Vereador Luciano Diniz aproveita para falar sobre o momento muito delicado que todos estão vivendo, e parabenizar toda dedicação dos profissionais da saúde, da população, das prestadoras de serviços essenciais que se mantêm funcionando como, água, luz, limpeza e esgoto e à Prefeitura que não vem medindo esforços para que Macaé continue imunizada e sem crescimento na curva de contágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here