Vacinação é a única forma de proteger contra as duas doenças

Com apenas 84% da meta atingida, prefeitura alerta os pais sobre a importância de vacinar as crianças

Com o objetivo de atingir a meta estabelecida pelo Programa Nacional de Imunização, que é de 95% de cobertura, Macaé é um dos municípios que, por determinação da secretaria de Estado de Saúde, irá prorrogar a Campanha de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo.

Diante disso, ao invés de ter sido encerrada no último dia 31, a imunização segue sendo oferecida à população até o dia 15 de setembro (sábado), data que será realizado o segundo Dia D de vacinação.

De acordo com dados da prefeitura, já foram imunizados 84% do público-alvo, que é composto por crianças de um ano a menores de cinco anos. No entanto, adultos devem verificar o seu cartão de vacinação.

Desde o início da mobilização, no dia 1º de agosto, foram 11.025 doses aplicadas contra a pólio e 11.153 contra o sarampo. Quem ainda não levou o filho deve procurar um dos postos de saúde na cidade ou nos distritos serranos. “É importante que os pais levem as crianças para serem vacinadas. A única forma de prevenção contra a pólio e o sarampo, é através da vacina”, alerta a gerente de Vigilância em Saúde, Daniela Bastos.

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose vão receber a vacina injetável. As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha. Já contra o sarampo, todas elas devem receber uma dose da vacina tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

O alerta vem sendo reforçado desde que foram registrados casos da doença no país. Segundo o último dado divulgado pelo Ministério da Saúde, o Estado do Rio de Janeiro é o que está com o menor índice de vacinação. “Esses 11 estados precisam intensificar suas ações de vacinação para alcançar a meta da campanha, de vacinar 95% do público-alvo. É por meio da vacinação que vamos impedir que doenças já eliminadas retornem ao Brasil. É preciso que os gestores de saúde, bem como pais e responsáveis, se conscientizem da importância da vacinação contra essas doenças”, avalia o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

O MS diz que até o dia 28 de agosto foram confirmados 1.553 casos e 6.975 permanecem em investigação no Brasil. Os Estados mais críticos são o Amazonas e Roraima. 18 casos isolados e relacionados à importação foram identificados no Estado do Rio. Desse total, sete óbitos por sarampo foram confirmados, sendo quatro em Roraima e três no Amazonas.

Onde levar as crianças

Em Macaé, a prefeitura disponibiliza a vacinação em 30 unidades de saúde. São elas: Casa da Vacina (Centro); Pronto-socorro Aeroporto (Parque Aeroporto); ESF Ajuda (A e B); ESF Aroeira; ESF Aterrado do Imburo; ESF BArra A/B; ESF Barreto; ESF Cajueiros; ESF Campo D´oeste; ESF Engenho da Praia; ESF Fronteira A; ESF Horto; ESF Lagomar; ESF Lagomar B/C; ESF Morro de São Jorge; ESF Nova Esperança A/B; ESF Nova Holanda A/B; ESF Praia Campista; ESF Virgem Santa; ESF Visconde de Araújo; Clínica da Família (Imbetiba); ESF Areia Branca; ESF Bicuda Pequena; ESF Bicuda Grande; ESF Córrego do Ouro A; ESF Frade; ESF Glicério; ESF Sana; e ESF Trapiche.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here