Unindo força em prol da construção do Terminal Portuário de Macaé

941

Deputado Chico Machado e o governador Wilson Witzel voltaram a debater o tema esta semana

O deputado estadual Chico Machado (PSD) esteve reunido esta semana com o governador Wilson Witzel, no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro, para discutir as questões burocráticas e judiciais quanto ao licenciamento ambiental para a construção do Terminal Portuário de Macaé – TEPOR.

Uma organização de São Paulo quer impedir a construção do Tepor. A organização não governamental, de nome Ama Brasil, entrou com um processo contra a licença ambiental do projeto e já obteve resultado favorável em uma Ação Civil Publica, que suspendeu a licença ambiental para a construção do Porto.

O parlamentar acredita este problema em breve será solucionado através do apoio do Governo do Estado. “Nós temos um sonho muito próximo de ser concretizado que é a construção do Terminal Portuário de Macaé, que vai gerar emprego e renda para o Estado fortalecendo a indústria de toda a região Norte e Noroeste. Infelizmente a Justiça concedeu esta liminar, que não tem embasamento jurídico algum. Isso só prejudica o nosso Estado na geração de novos empregos. Queremos reverter esta situação, pois este fato é de muita importância para o Estado do Rio de Janeiro. Iremos lutar muito para a implantação do Terminal Portuário”, disse o deputado.

Sensibilizado com o projeto, o governador Wilson Witzel abraçou esta causa tão importante para Macaé e o Estado do Rio. “Trata-se de um investimento de cerca de 5 bilhões de dólares, a geração de 10 mil vagas de emprego na fase de construção e um grande e importante movimento de novas empresas e investimentos para Macaé e região. Estão tentando atrapalhar esse investimento e o desenvolvimento do Estado do Rio, mas não deixaremos. O TEPOR será positivo para empregos na cidade e região, positivo para arrecadações para o Estado e com certeza, assim será uma grande peça chave para a retomada do Rio de Janeiro, na economia nacional”, disse o governador.

O Terminal Portuário de Macaé (Tepor) surge como um fator importante para o desenvolvimento econômico do município. Será um terminal para atender a necessidade da indústria de apoio às atividades de óleo e gás, além de soluções para transportes de cargas de outros setores. Sua área onshore, localizada no bairro São José do Barreto, ocupará um total de até 6 mil m², e terá espaço para estocagem e armazéns alfandegados. Estão incluídos um Terminal de Armazenamento de Petróleo, com capacidade de 4,5 milhões de barris; Terminal de Armazenamento de Combustíveis, com capacidade de 420.000 m³; Planta de Processamento de Gás Natural, com capacidade de processamento de 60 milhões m³/dia.

3 COMENTÁRIOS

  1. É PRECISO URGENTEMENTE A CONSTRUÇÃO DO TERPOR ( PORTO DE MACAÉ RJ) PARA O DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO DOS LAGOS !! MACAÉ FAZ PARTE DO FINAL DA REGIÃO DOS LAGOS E AINDA TEMOS AS CIDADES DE CARAPEBUS , CONCEIÇÃO DE MACABU , QUISSAMÃ E TRAJANO DE MORAES QUE SERÃO BENEFICIADOS POR GERAÇÃO DE RENDA E DESENVOLVIMENTO !!! E O ESTADO DO RIO DE JANEIRO QUE GANHARÁ BILHÕES DE DÓLARES EM RECEITAS !!! E AJUDARÁ O PORTO DO AÇU A SER O BRAÇO DIREITO DO SATURADO PORTO DE SANTOS QUE NÃO TEM MAIS CAPACIDADE DE SER AMPLIADO !!! O ESTADO DO RIO DE JANEIRO SÓ TEM A GANHAR COM ESSE PROJETO DO TERPOR PORTO DE MACAÉ RJ !!! E A POPULAÇÃO FLUMINENSE !!! DEPOIS DO TERPOR MACAÉ !! PRECISAMOS RESSUSCITAR O PROJETO DE BARRA DO FURADO PARA INSTALAÇÃO DE EMPRESAS NAVAIS PARA FABRICAÇÃO , CONSTRUÇÃO E REPARO DE NAVIOS E PLATAFORMAS !!! ASSIM TODA A REGIÃO DOS LAGOS E NORTE FLUMINENSE IRÃO SE DESENVOLVER CADA VEZ MAIS !!! E TEREMOS UM ESTADO DO RIO DE JANEIRO CADA VEZ MAIS FORTE GERANDO QUALIDADE DE VIDA A TODA POPULAÇÃO FLUMINENSE !!!

  2. Papagaiada, o Porto é importante para o futuro de Macaé mas tem que sair de acordo com os trâmites ambientais. Apoio governamental é para acelera o processo. Por outro lado temos que desconfiar desta organização não governamental. Estará atuando com idoneidade ou com pau mandado. Lembre-se que Macaé tem ameaças de outras cidades e portos da região: cidade como Maricá , Porto do Açu, Porto de São Mateus, etc. São diversas ameaças que jogam sujo para impedir o porto de Macaé. Ainda acho que é mais fácil construir vilas de casas e deslocar uma parte do Lagomar para fazer o porto. Não tem como meio ambiente reclamar.

  3. Em tempo é muito estranha a atuação da Ama Brasil. Esta organização não tem foco no meio ambiente. Pergunto? Por que não atuou quando da destruição em massa do meio ambiente para construção do Porto do Açu? São forças trabalhando contra o desenvolvimento de Macaé com finalidades estranhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here