Três assassinatos em menos de 24 horas

1313
Lucas Ferraz Pinheiro, de 19 anos, José Maxwell Oliveira da Silva, de 28 anos, e Lucas Santos Batista, de 33, foram executados a tiros na manhã de sexta-feira (11)

Execução e troca de tiros assustam a população macaense que pedem policiamento ostensivo nas comunidades

 

Em menos de 24 horas, foram registrados três homicídios em Macaé. Apesar dos índices indicarem uma redução da violência no município, os últimos casos registrados em bairros e comunidades diferentes da cidade assustam a população.
A primeira ocorrência foi registrada no início da manhã de sexta-feira (11), por volta das 5 horas da manhã, quando dois criminosos em uma motocicleta passaram atirando contra o jovem identificado como, Lucas Ferraz Pinheiro, de 19 anos, que estava na Rua 2, no bairro Ajuda de Baixo. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Até o momento ninguém foi preso.

Lucas trabalhava como entregador em uma farmácia na localidade. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Macaé, e o enterro aconteceu às 16h30, no Cemitério Memorial Mirante da Igualdade.

Ainda na sexta-feira (11), por volta de 11h30, comerciantes e moradores do bairro Jardim Carioca II, se assustaram com a violência em plena luz do dia. Segundo informações da Polícia Militar, dois criminosos desceram de um automóvel e renderam um casal dentro de um veículo que estava estacionado na Rua Beira Valão. Testemunhas afirmaram que os bandidos exigiram documentos do carro da vítima, que logo em seguida, atirou contra José Maxwell Oliveira da Silva, de 28 anos, que estava ao lado da companheira e acabou morrendo no local.

Ainda segundo informações da polícia, José Maxwell possuía anotações criminais entre elas tráfico de drogas, e que atualmente estava inserido no meio criminoso ligado a facção criminosa do bairro Lagomar.

Quatro horas depois, a PM registrou mais uma outra execução. Dessa vez, o crime ocorreu no loteamento Alto das Palmeiras, no bairro Jardim Franco, em Macaé. A vítima foi identificada como, Lucas Santos Batista, de 33 anos. Ele trabalhava como mototaxista no ato do crime. O corpo foi encaminhado para o IML de Macaé.

Nas redes sociais, moradores das duas localidades pediam mais segurança e relatavam ações criminosas tarde da noite. “Se em dia de semana a situação já está crítica, imagina no fim de semana. Traficantes estão declarando guerra até nas redes sociais e afirmam que vão colocar terror”, postou a internauta que é moradora do bairro Ajuda.

Para os moradores, quem fica refém diante disso tudo é a população, que está à mercê da violência e das regras ditadas pelos criminosos que agem nessas comunidades impondo medo e praticando diversas execuções.

Os três homicídios foram registrados na 123ª DP de Macaé, onde os casos serão investigados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here