Suspeito é preso por agressão a transexuais em Niterói

145
Suspeito foi detido na 123ª DP de Macaé e transferido para unidade prisional - Arquivo/ Wanderley Gil 

Homem estava foragido e foi localizado em Macaé. Outros dois suspeitos do crime já tinham sido presos.

Agentes da Polícia Civil de Macaé prenderam, na noite desta quinta-feira (16), Caio Portilho Pereira, de 37 anos, suspeito de participar da agressão brutal a três transexuais em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, em fevereiro e junho de 2019.

Ele é o terceiro suspeito de envolvimento nos crimes, que aconteceram na Praça da Cantareira, região com muitos bares na Zona Sul de Niterói. Lucas Frazão Manoel e Roberto Ramalho Gomes Correia da Silva foram presos no dia 5 de dezembro de 2019 pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância. Caio também teve a prisão decretada na época, mas estava foragido.

O mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça em dezembro do ano passado, foi cumprido no bairro Granja dos Cavaleiros depois que a polícia passou a monitorar o carro usado pelo suspeito.

O trio é acusado de participar de dois episódios de transfobia. O primeiro aconteceu no dia 24 de fevereiro. Uma transexual recebeu socos e chutes de um grupo de jovens depois de pedir um isqueiro emprestado. Segundo a polícia, além do trio, outros quatro homens participaram do episódio e foram indiciados.

A outra agressão aconteceu no dia 28 de junho, na mesma praça. Duas mulheres trans estavam deixando um evento quando foram agredidas e xingadas por um grupo de homens. O ataque foi tão brutal que uma das vítimas perdeu temporariamente a consciência.

Ele foi levado para a 123ª Delegacia de Polícia e será transferido para o presídio em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Caio Portilho Pereira vai responder pelos crime de tentativa de homicídio e roubo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here