Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Crimes violentos e roubos de rua disparam em Macaé, aponta ISP

Aumento de homicídio em março foi de 7% em relação a 2017. Casos de roubos de rua tiveram crescimento de 50% na Capital Nacional do Petróleo

Em 24/04/2018 às 11h24


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Balanço mensal do ISP aponta aumento nos índices de criminalidade comparados com o mês de março do ano passado Balanço mensal do ISP aponta aumento nos índices de criminalidade comparados com o mês de março do ano passado
Os casos de letalidade violenta em Macaé, contabilizados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), aumentaram 12% em março deste ano, na comparação com o mesmo período de 2017. Foram 160 episódios registrados no mês passado. Nesta classificação estão incluídos os casos de homicídio latrocínio, autos de resistência e lesão seguida de morte. Os índices foram divulgados na manhã de ontem (17), pela Secretaria de Segurança Pública do Rio. 

Os roubos de rua tiveram 32 casos a mais no mês de março deste ano, se comparado com 2017, o que representa um aumento de 46%. Ainda sobre os casos de roubo, se os dados dos três primeiros meses de 2018 forem comparados aos de 2017 é possível observar um aumento de 34% de um ano para o outro. 

Os dados do Índice de Segurança Pública (ISP) mostram que, em média, a cada quatro minutos e dez segundos uma pessoa foi assaltada nas ruas e nos ônibus do Estado. Desde 2001, quando as estatísticas começaram a ser calculadas, nunca houve um trimestre, ou, o mês com tantos casos. Se forem comparados todos os meses desde aquele ano, julho de 2016 só ficam atrás de junho passado por uma diferença de 53 casos.

De acordo com os índices do Instituto de Segurança Pública, os roubos a comércios em Macaé aumentaram 90% , com mais de 9 casos do que em março do ano passado, onde não houve registro de roubo. O índice se torna ainda maior se os números levarem em conta o período de janeiro a março  porque se observa um aumento de 27% destes casos de 2016 para 2017.

Comerciantes da cidade também notaram um aumento da violência. Em julho de 2016, foram 4 casos a mais do que o mesmo mês no ano anterior. 

O número de homicídio teve aumento de 7% em comparação ao ano passado. O roubo de veículo também disparou e chegou a casa dos 39%. Segundo o ISP, foram registrados 23 casos de roubo a automóvel, contra 14 casos do ano passado. 

O número de roubo de carga apresentou aumento de 50%. No ano passado, foram registrados 2 casos, ao contrário deste mês de março que registrou 4. 

Para ajudar a Polícia Militar no combate à criminalidade e violência em toda a área do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), qualquer cidadão pode denunciar pessoas e situações suspeitas. Basta apenas entrar em contato com o Disque-Denúncia da Polícia Militar, através do número 2765-7296. O telefone está à disposição da população 24 horas por dia para atender todos os chamados, e não é preciso se identificar. Além das ligações, os cidadãos também podem passar informações pelo WhatsApp, através do número 98168-2344. Ou por e-mail para: denuncia32bpm@gmail.com.

Autor: Cristian Kupfer

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: polícia


publicidade