Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Mulher morre suspeita de meningite em Macaé

Corpo de Raylla, de 26 anos, foi sepultado na tarde de quinta-feira (12), no Cemitério Memorial Mirante da Igualdade

Em 12/04/2018 às 16h43


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Paciente  buscava atendimento com frequência na unidade de saúde, e os médicos davam alta logo em seguida Paciente buscava atendimento com frequência na unidade de saúde, e os médicos davam alta logo em seguida
A meningite fez mais uma vítima na noite de última quarta-feira (11). A jovem identificada apenas como Raylla Pereira de Souza Carvalho, de 26 anos, casada e mãe de dois filhos, residia no bairro Aroeira, e faleceu no Hospital Público de Macaé (HPM). Segundo informações da família, Raylla buscava atendimento com frequência na unidade de saúde, e os médicos davam alta logo em seguida. 

Na noite de quarta-feira (11), à noite, a jovem passou muito mal e veio a óbito. 
De acordo com a família, o laudo médico confirma que Raylla morreu de meningite, e que foi solicitado para a Saúde do município a aplicação de vacinas para os filhos que tiveram o contato com a mãe, mas o pedido foi negado pelos profissionais. 

Em nota, a assessoria de comunicação da prefeitura de Macaé informou que o caso ainda é tratado como suspeita de meningite, uma vez que o material coletado da paciente foi encaminhado ao Rio de Janeiro para que seja analisado. Em caso de confirmação, será avaliado o início da quimioprofilaxia, de acordo com o tipo de meningite diagnosticada.

Ainda segundo a nota da assessoria, o procedimento segue diretrizes do Ministério da Saúde, que prevê a administração de medicamento apenas às pessoas que tiveram contato direto e íntimo com a paciente, como familiares que moram na mesma casa, num prazo de até 10 dias.

O corpo da jovem foi sepultado na tarde de quinta-feira (12), às 14h, no Cemitério Memorial Mirante da Igualdade, no bairro Virgem Santa. 

Autor: Cristian Kupfer

Foto: Divulgação


    Compartilhe:

Tags: polícia


publicidade