Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Ação social ganha reforço em votação

Crise e demissão em massa dão base a pedido de ampliação dos Restaurantes a R$ 1

Em 11/04/2018 às 14h52


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Requerimentos aprovados serão encaminhados ao Executivo Requerimentos aprovados serão encaminhados ao Executivo
A crise econômica nacional e o alto índice de desemprego registrado na cidade, por conta da redução das operações do petróleo, reforçaram ontem a votação e aprovação de três requerimentos que defendem a ampliação do programa "Restaurante a R$ 1", no município.

Além da reativação do Restaurante Popular Prato Cheio, no Centro, o plenário aprovou por unanimidade a instalação de unidades no Lagomar e na região entre o Miramar e o Visconde.

"A instalação do restaurante na Aroeira foi importante, mas deixou descoberta a área do Centro. Por isso, seria importante reabrir o espaço que era administrado pela Maçonaria. Aproveito para solicitar unidades também no Miramar e no Lagomar, hoje um dos bairros mais populosos da cidade", disse Paulo Antunes (MDB), autor dos requerimentos.

O vereador Marcel Silvano (PT) também defendeu o pedido, afirmando que o desemprego afeta hoje milhares de famílias na cidade.

"É assustador o número de postos de trabalho fechados na cidade. E programas como esse, do Restaurante a R$ 1, do Bolsa Atleta, de incentivo direto do governo, ajudam a amenizar os problemas da crise", disse.
Val Barbeiro (PHS) também abraçou a causa.

"Uma refeição a R$ 1 faz uma grande diferença na vida de muita gente hoje, em nossa cidade", defendeu.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: polícia


publicidade