Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Nupem / UFRJ Atividades esportivas incentivam estudantes

No inicio deste mês, o Nupem / UFRJ recebeu crianças e jovens do Barreto para a Copa Fabio Scarano de Futebol

Em 14/05/2016 às 07h42


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Ao término do evento, os participantes receberam medalhas e troféus Ao término do evento, os participantes receberam medalhas e troféus
Das ruas para dentro dos muros do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (Nupem) / Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira. Assim tem sido o dia a dia de crianças e jovens que residem no São José do Barreto. É que, por meio de ações sociais realizadas pelo Nupem / UFRJ, os munícipes do entorno da universidade têm a oportunidade de conhecer, participar e fazer parte da história da instituição presente na cidade há mais de 20 anos. 

Recentemente, como forma de incentivar cada vez mais os alunos que integram o projeto "Esporte com Ciência", uma das ações sociais realizadas no espaço universitário foi a Copa Fabio Scarano de Futebol. 

O evento é fruto de Projeto Escolinha de Futebol do Barreto, sediado no NUPEM/UFRJ, que atende crianças e adolescentes da região, tendo por objetivo a socialização desses jovens por meio das práticas esportivas.
Liderado pelo professor voluntário Renato Cabral, com apoio dos professores do Nupem, a Copa teve como grande homenageado o professor Fabio Scarano, que também esteve presente no evento para prestigiar os jovens atletas. 

"Há tempos venho pensando em uma maneira de realizar atividades e eventos para as crianças do bairro. Daí surgiu a  ideia de homenagear o professor Fabio Scarano que, além de grande cientista, é também esportista e cidadão notório, voltado sempre para as questões sociais. Dessa forma, somamos forças e vamos construindo e consolidando um projeto que a cada dia se mostra mais satisfatório. Já ultrapassamos a marca de 90 crianças", ressaltou Renato Cabral. 

O professor e cientista Fabio Scarano, homenageado do evento, disse que a Copa foi uma celebração da interação universidade-sociedade, onde a garotada do Barreto pôs em prática, durante uma semana, tudo que tem aprendido com os mestres Renato, seu Zezito e Kabuk. "Percebendo a empolgação dele, o interesse foi muito gratificante. Mais do que um futebol de primeira (como víamos nos anos 70), os garotos demonstraram disciplina, solidariedade, respeito e, principalmente, a meu ver, uma contagiante alegria. A comunidade do Barreto ganha com o espaço e com a interação com a comunidade acadêmica do NUPEM. E a Universidade ganha ainda mais, permitindo a convivência da comunidade acadêmica com aqueles para os quais o nosso trabalho se dirige: a sociedade em geral", disse o pesquisador. 

De acordo com informações do NUPEM, o evento contou com a presença dos jovens atletas e seus familiares, além de docentes, técnicos e alunos da UFRJ e moradores do bairro. Os jogadores que disputaram a Copa foram divididos em 3 categorias: sub-9, sub-11 e sub-13. A final do campeonato foi realizada no último dia 6 de maio, tendo sido antecedida pela apresentação do Ballet Artes Barreto NUPEM. Os vencedores, então, levantaram seus troféus e logo depois comemoraram a vitória com uma confraternização realizada no local.

Para os participantes, uma experiência que ficará na memória e no coração.  "A Copa foi boa, eu gostei, mesmo tendo ficado só com o quarto lugar. Aprendemos a dividir o espaço e a respeitar o outro. Gostei muito e quero continuar. Quero ser jogador de futebol. A minha mãe veio e disse para eu continuar, pois é possível vir a ser um jogador profissional. Meu padrasto também me incentivou. Quero continuar!", disse empolgado o estudante Nemias Viana da Silva, de 11 anos. 
Autor de dois gols durante a Copa, Jeferson da Silva, também de 11 anos, disse ter gostado do evento. "Eu gostei de participar da Copa. Fiz dois gols, mas foram anulados. Um deles foi muito lindo, foi por cima do goleiro...pena que não valeu. Mas estamos aprendendo muito, principalmente na parte tática. Vou continuar", disse. 

Ainda durante o evento, o NUPEM/UFRJ recebeu uma importante homenagem por parte da Associação de Moradores de São José Barreto em reconhecimento ao trabalho do Núcleo junto à comunidade. A placa de homenagem faz referência à atenção e à dedicação frente as necessidades do bairro e adjacências, de forma a "romper os muros e construir pontes".

"A Copa Fabio Scarano de Futebol teve na sexta feira seu ponto culminante, no qual a comunidade do Barreto invadiu o NUPEM/UFRJ carregando esperanças de receber de uma universidade pública a chance concreta de integração social e compartilhamento de saberes. Foi uma excelente oportunidade para romper os quase intransponíveis muros da academia e construir as verdadeiras pontes que levam a UFRJ cumprir sua missão de uma universidade pública comprometida com o desenvolvimento de Macaé e região", ressaltou o professor, cientista e ex-diretor do Nupem, Francisco Esteves. 

Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Divulgação


    Compartilhe:


publicidade