Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Posse dos novos diretores do Nupem reúne autoridades acadêmicas

Com 92% foi aprovada a chapa formada pelo professor Rodrigo Nunes (como diretor) e Francisco Esteves (como vice-diretor)

Em 15/11/2014 às 12h42


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Autoridades acadêmicas, entre elas reitor e vice-reitor, participaram da mesa de abertura da solenidade Autoridades acadêmicas, entre elas reitor e vice-reitor, participaram da mesa de abertura da solenidade
Foi realizada na tarde de ontem, na sede do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental (Nupem), a solenidade de posse dos novos diretores da instituição. O evento contou com a participação do Magnífico Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira, Carlos Antônio Levi, o vice-reitor Antônio José Alves da Cunha, a diretora da UFRJ Campus Macaé, Arlene Gaspar, o atual diretor do Nupem empossado na tarde de ontem, Rodrigo Nunes da Fonseca, a Coordenadora da Jornada de Pesquisa e Extensão (JPE), Christine Ruta, representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba e demais autoridades municipais e da universidade. 

Após oito anos à frente da instituição, o professor Francisco de Assis Esteves passou o cargo para o jovem professor Rodrigo Nunes da Fonseca, que também leva consigo o sonho, o saber e principalmente a vontade de dar continuidade à história de sucesso da renomada instituição cujos principais focos são o ensino, a pesquisa e a extensão. 

Francisco Esteves explicou à equipe de redação de O Debate que na UFRJ o diretor tem mandato de quatro anos, podendo ser renovado por mais quatro e que a eleição do professor Rodrigo Nunes se deu após consulta do corpo social do Nupem onde 92% aprovou a chapa formada pelo professor Rodrigo Nunes (como diretor) e Francisco Esteves (como vice-diretor). 
"A UFRJ Macaé tem um corpo docente muito jovem e é tradição da universidade ter alguém mais sênior, mais experiente para dar o respaldo da estabilidade e políticas bem sucedidas da universidade. E o professor Rodrigo é um exemplo bem sucedido de profissional, tem uma experiência e formação invejável", ressaltou Esteves. 

Ao assumir a direção da instituição, Rodrigo ressaltou que vai dar continuidade aos trabalhos iniciados pelo professor Francisco Esteves. "Juntos vamos continuar com um trabalho que começou há 20 anos e que cada vez mais se consolida".   
Já o magnífico reitor da UFRJ, Carlos Antônio Levi enfatizou que a solenidade representou a consolidação de um trabalho que vem se desenvolvendo ao longo de duas décadas com apoio da prefeitura. "O Nupem era um sonho que se tornou realidade e nós da UFRJ estamos acompanhando essa realidade marcada pela valorização do ensino, pesquisa e extensão em Macaé e região", enfatizou o docente. 

Este ano o Nupem completou 20 anos de bons serviços prestados a Macaé e a Região Norte Fluminense, como centro de excelência, alavancando a pesquisa, o ensino e a extensão da UFRJ na Capital Nacional do Petróleo. 

O Nupem é considerado um núcleo multidisciplinar de pesquisas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), historicamente associado ao Instituto de Biologia e destina-se a estimular e fortalecer as atividades de pesquisa, ensino, extensão e desenvolvimento tecnológico da UFRJ no campo das Ciências Biológicas, nas Regiões Norte, Noroeste, Serrana e Baixada Litorânea do Estado do Rio de Janeiro. Recentemente, em 2006, o NUPEM/UFRJ passou a sediar o primeiro curso em um campus avançado da UFRJ (Licenciatura em Ciências Biológicas), vinculado ao Instituto de Biologia.

Sua criação, há 20 anos, em 31 de maio de 1994 representava a efetivação do convênio assinado no ano anterior, em novembro de 1993, pelo reitor da UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro, prof. Nelson Maculan Filho, e pelo prefeito de Macaé, Carlos Emir Mussi. Estiveram presentes ao ato o Prof. Francisco de Assis Esteves e o secretário de Meio Ambiente de Macaé, na época, Marcos Schuenk.

A criação do NUPEM foi um marco no processo de interiorização da UFRJ, que tem hoje dois campus fora da sede - na Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, em Xerém (Duque de Caxias) e em Macaé.



Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade