Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

ICMbio / UFRJ e Nupem iniciaram ontem a capacitação de Pescadores

Em 23/02/2011 às 11h07


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Com o objetivo de mostrar aos profissionais da pesca a legislação acerca da atividade, discutir formas de valorização do pescado e noções de meio ambiente, o Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMbio), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e com o Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento  Socioambiental de Macaé (Nupem) iniciou na manhã de ontem (22)  um curso de capacitação para 26 pescadores de Carapebus. 

O curso foi promovido para os profissionais que em novembro do ano passado receberam autorização para pescar na parte da Lagoa de Carapebeus, pertencente ao Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba . Essa autorização ocorreu por meio da assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). 

O chefe do Parque, Carlos Alexandre Fortuna fez a abertura do curso. 

Na oportunidade ele deu boas vindas aos participantes e pontuou os próximos passos para a implantação do TAC frisando ainda que a partir do próximo dia 1º de março - quando termina o período de defeso, a pesca será aberta na Lagoa (área da Unidade) para os profissionais que assinaram o termo. “A atividade no entorno da área está proíbida para aqueles que não assinaram o referido termo”, ressaltou Alexandre. 

Ainda segundo ele, o ICMbio prevê junto ao Ministério Público Federal a inclusão de outros pescadores no termo. “Os requisitos para ser incluso no sistema são: renda mínima, ser pescador tradicional da lagoa de Carapebus e ter a pesca na lagoa como uma importante fonte para a complementação da renda”, enfatizou  Alexandre. 

Na sequência o chefe da Reserva Biológica União, Whitson da Costa Júnior, falou sobre as unidades de conservação existentes no país, abordando a sua  importância e de como elas contribuem para o desenvolvimento sustentável do país. 

Após a palestra os pescadores participaram de uma visita guiada na Reserva. Na oportunidade eles conheceram tipos de normas existentes na Unidade e diferenciaram os ecossistemas.  

Durante essa primeira etapa do curso, a legislação ambiental também foi discutida entre os presentes. A palestra sobre o assunto foi ministrada pelo analista ambiental Marcos Cezar. 

Programação 

Já nesta quarta-feira (24) serão discutidos os compromissos assumidos no TAC e forma de conservação dos recursos pesqueiros - que vai ser entregue ao pescadores. Vão promover a discussão os analistas ambientais Marcos Cesar e Carlos Alexandre Fortuna. 

“E na quinta-feira (25), último dia de atividades, dois  professores do Nupem \ UFRJ vão conduzir o curso. Na ocasião eles vão passar aos pescadores os conhecimentos  obtidos por meio das pesquisas desenvolvidas nas lagoas do Parque”, explicou Marcos.  

Ao término do curso os participantes receberão certificados de partcipação. 

Autor: Juliane Reis | Juliane@odebateon.com.br


    Compartilhe:


publicidade