As inscrições podem ser realizadas, exclusivamente pela internet - Divulgação

A partir da zero hora desta terça-feira, 12, os interessados em disputar as bolsas ofertadas na primeira seleção de 2021 do Programa Universidade para Todos (Prouni) puderam se inscrever, normalmente, na página do programa. As inscrições podem ser realizadas, exclusivamente pela internet, na página do Prouni, até as 23h59 da sexta-feira, 15 de janeiro. O resultado da primeira chamada será divulgado na próxima terça-feira, 19 de janeiro.

Para se inscrever é necessário inserir os dados do cadastro (login e senha) realizado no portal de serviços do governo federal. Se ainda não fez esse cadastro, ou fez, mas não lembra a senha, deve providenciar o cadastro ou a recuperação dos dados de acesso, por meio do portal do governo federal (acesso.gov.br).

Ao realizar a inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, duas opções de curso, turno, e instituição de ensino, de acordo com a disponibilidade das bolsas ofertadas. Durante todo o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções selecionadas, mas deve ficar atento ao prazo final das inscrições, pois a inscrição mais recente confirmada será a considerada válida para efeito do resultado da seleção.

A disputa pelas bolsas pode ser por ampla concorrência ou por meio de cotas, que são as bolsas destinadas a ações afirmativas, para candidato que se autodeclarar indígena, preto ou pardo, e também o candidato com deficiência.

O sistema do Prouni calcula, diariamente, a nota de corte, que é a menor nota necessária para, entre os potencialmente pré-selecionados, concorrer à bolsa. A nota de corte é calculada para cada curso ofertado, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

Além da primeira chamada, o Prouni divulga, em 1º de fevereiro, o resultado da segunda chamada. O candidato não aprovado em nenhuma das duas chamadas pode tentar disputar uma das bolsas por meio da lista de espera.

Para participar da lista de espera, o candidato já inscrito nessa seleção do Prouni deve acessar a página de inscrição, nos dias 18 e 19 de janeiro, para manifestar interesse em participar dessa última etapa do programa. O resultado da lista de espera será divulgado no dia 22 de fevereiro.

O cronograma completo pode ser consultado na página do Prouni, em cronograma:  http://prouniportal.mec.gov.br/index.php/#cronograma

Critérios

O Prouni é um programa de acesso ao ensino superior, destinado a quem não tem diploma de graduação, que oferece bolsas de estudo integrais, que cobrem a totalidade da mensalidade do curso, e parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade, em instituições privadas de ensino.

Para concorrer às bolsas integrais (100%), o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa. O candidato também precisa ter realizado a edição mais recente do Enem e ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

Como o calendário acadêmico de 2021 das instituições privadas de ensino superior devem começar já em fevereiro, o MEC está viabilizando o atual processo seletivo, que exigirá dos candidatos as notas do Enem realizado mais recentemente, que é o da edição de 2019.

A seleção do Prouni para o 2º semestre de 2021 contemplará os estudantes que, tendo perfil para disputar uma bolsa do programa, poderão utilizar a nota do Enem de 2020.

Para participar do Prouni é preciso, ainda, atender a pelo menos uma das seguintes condições: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da respectiva instituição. Esta condição é válida tanto para quem cursou todo o ensino médio em escola privada, como para quem teve apenas uma parte dos estudos realizados em escola privada, sendo a outra parte em escola pública. As demais condições são: ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrar o quadro de pessoal permanente de instituição pública. Para quem comprova ser professor da rede pública não é aplicado o limite de renda exigido aos demais candidatos.

Consulta da oferta de bolsas

O Ministério da Educação publicou, na semana passada, as informações sobre as vagas disponíveis para que os interessados em disputar uma bolsa pudessem consultar, com antecedência, as opções ofertadas para todo o país.

A consulta das opções da oferta das mais de 162 mil bolsas continua disponível na página do Prouni: http://prouniportal.mec.gov.br/.

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da SESU

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here