Secretário de Segurança Pública é preso por porte ilegal de arma

596
Paulo Fernando Carvalho Gomes, o 'Carvalhão' também é subtenente reformado da Polícia Militar

Paulo Fernando Carvalho Gomes, conhecido como ‘Carvalhão’, passou mal na manhã desta terça-feira (9), após ser detido durante uma operação do Ministério Público

Após ser preso em flagrante durante uma operação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) em parceria com a Corregedoria-Geral da Polícia Militar na manhã desta terça-feira (9), o secretário de Segurança Pública de Rio das Ostras, Paulo Fernando Carvalho Gomes, conhecido como “Carvalhão”, passou mal e precisou ser hospitalizado, onde recebeu atendimento médico no Pronto Socorro de Rio das Ostras, e foi transferido para o Hospital Unimed.

Na manhã de terça-feira (9), agentes que integravam a operação haviam informado que o secretário teria sido socorrido e levado para o Hospital Público Municipal, em Macaé, mas a assessoria de imprensa da prefeitura de Rio das Ostras confirmou que ‘Carvalhão’, foi levado para o Pronto Socorro Municipal de Rio das Ostras, com suspeita de infarto e acabou sendo transferido para o CTI do Hospital da Unimed, no Centro de Macaé.

Paulo Fernando Carvalho Gomes, conhecido como ‘Carvalhão’, foi detido nas primeiras horas da manhã, por volta das 6h. Ele e mais um suspeito, identificado como Rodrigo Gil, conhecido como ‘Rodrigo Aranha’, são apontados como autores de três homicídios que ocorreram no ano de 2010. De acordo com os agentes do MP, os crimes teriam sido cometidos por meio cruel e mediante emboscada.

Ambos são investigados como suspeitos de terem cometido um triplo homicídio no dia 16 de março de 2010, na Rodovia RJ-168, na altura da Fazenda Pau Ferro, em Macaé. O GAECO realizou uma operação desde às 5h45min, para cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao secretário e a Rodrigo.

Na casa de ‘Carvalhão’, os agentes do MP encontrou quatro armas sem registros e munições. O material foi apreendido e o secretário preso em flagrante. A suspeita do MP é que essas armas possam ter sido utilizadas no crime. Os agentes da GAECO também apreenderam duas armas na casa de Rodrigo Gil.

A operação que resultou na prisão do secretário faz parte do inquérito em que ‘Carvalhão’ é apontado junto com ‘Aranha’ como autores da morte de três pessoas. De acordo com a denúncia do MP, Paulo Fernando e Rodrigo Gil conheciam o trajeto das vítimas e teriam armado uma emboscada em um local de pouca circulação e com facilidade para fuga.

O Ministério Público afirma ainda que ‘Carvalhão’ e ‘Aranha’ atiraram contra o veículo onde estavam João Gomes Salles Filho, Sérgio José de Souza Borges Barbosa e Oscar de Oliveira Souza, que morreram no local do crime. Uma mulher que também estava no veículo foi atingida, mas foi socorrida e sobreviveu.

O MP alega que os crimes foram cometidos por meio cruel e por isso, os dois vão ser indiciados por homicídio triplamente qualificado. A pena prevista de reclusão é de 12 a 30 anos para cada crime.

O advogado de Rodrigo Gil informou à nossa equipe de reportagem que as armas encontradas na casa dele são registradas e que ele foi ouvido e liberado. ‘Carvalhão’ é subtenente reformado da Polícia Militar. No ano de 2016, ele foi eleito vereador de Rio das Ostras. Já em 2018, se candidatou ao cargo de deputado estadual e recebeu 10.568 votos. No mesmo ano, após as eleições suplementares de Rio das Ostras, ele foi convidado pelo prefeito eleito, Marcelino Borba, a ocupar o cargo de secretário de Segurança Pública.

A Prefeitura de Rio das Ostras informou por meio de nota que foi surpreendida com a notícia do mandado de busca e apreensão destinado ao secretário e esclarece ainda que não teve acesso ao teor da denúncia encaminhada pelo Ministério Público sobre os homicídios ocorridos em 2010. A Administração Municipal disse ainda que aguardará o desdobramento do caso para tomada de decisão e pronunciamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here