Pedro Fernandes foi preso nesta sexta-feira - Divulgação

Pedro Fernandes é suspeito de participar de esquema de corrupção; Cristiane Brasil é procurada

O secretário estadual de Educação do Rio, Pedro Fernandes, foi preso na manhã desta sexta-feira, 11, durante nova fase da Operação Catarata, que investiga supostos desvios em contratos de assistência social no governo do Estado e na capital fluminense. Além dele, a ex-deputada federal Cristiane Brasil (PTB), que é pré-candidata à Prefeitura do Rio, também está com mandado de prisão expedido.

A ação faz parte da segunda fase da Operação Catarata, que em julho do ano passado prendeu sete empresários suspeitos de fraudar licitações da Fundação Leão XIII, voltada à população de baixa renda e em situação de rua. Fernandes presidiu a fundação antes de assumir a secretaria de Educação.

De acordo com informações da TV Globo, o Ministério Público do Rio de Janeiro e a Polícia Civil diz que R$ 30 milhões foram desviados dos cofres públicos.

Ainda segundo a emissora, ao ter voz de prisão anunciada pelos policiais, Pedro Fernandes apresentou um exame com resultado positivo para covid-19, e por isso está em prisão domiciliar. Cristiane Brasil estaria fora do Rio e, por isso, ainda não foi presa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here