Vereador Maxwell Vaz pretende entrar com requerimento, após o recesso parlamentar

Vereador Maxwell Vaz (SD) faz duras críticas ao serviço oferecido à população em Macaé

 

O líder da Frente Parlamentar Macaé Melhor, o vereador Maxwell Vaz (SD), voltou a fazer duras críticas ao serviço de saúde oferecido à população na cidade, após tomar ciência do levantamento divulgado na última segunda-feira (21) pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que revelou que o município de Macaé gastou R$ 1.638,56 na saúde de cada habitante durante o ano de 2017.

A análise mostra o valor médio aplicado por gestores municipais com recursos próprios em Ações e Serviços Públicos de Saúde declaradas no Sistema de Informações sobre os Orçamentos Públicos em Saúde (Siops).

“A Secretaria de Saúde é a grande caixa preta de desvio de recurso. O município tem gastos quatro vezes maior que a média nacional per capita/ano, segundo os dados do Conselho dessa faixa populacional (100 a 500 mil habitantes), mas os serviços não chegam na população. As pessoas precisam realizar exames em outros municípios, faltam medicamentos nas unidades básicas. É preciso ter transparência com os gastos públicos. O sistema de saúde é falho, não tem organização e nem cronograma”, contestou o vereador.

De acordo com os números, municípios menores, em termos populacionais, arcam proporcionalmente com uma despesa per capita maior. Em 2017, nas cidades com menos de 5 mil habitantes, as prefeituras gastaram em média R$ 779,21 na saúde de cada cidadão – quase o dobro da média nacional identificada.

Os municípios das regiões Sul e Sudeste foram os que apresentaram maior participação no financiamento do gasto público em saúde – consequência, segundo o CFM, de sua maior capacidade de arrecadação.

“Não podemos admitir que Macaé, com um orçamento da Secretaria Municipal de Educação previsto para 2019 em mais de R$ 435 milhões, tenha um serviço tão precário. Os médicos não colocam data nos pedidos dos exames para não perder a validade. A demora para realizar um exame é tão grande que os próprios médicos admitem a falha no sistema. Quando terminar o recesso parlamentar na Câmara Municipal pretendo entrar com alguns requerimentos solicitando esclarecimentos no serviço”, concluiu Maxwell Vaz.

MACAÉ

2013 – R$ 1.785,33
2014 – R$ 2.404,54
2015 – R$ 2.373,38
2016 – R$ 1.917,21
2017 – R$ 1.638,56

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here