Sandra Wyatt: Múltiplas faces de um talento

444

Sandra Oliva Wyatt apresenta o espetáculo ‘Diaquediadia’, na próxima quarta-feira (6), nos palcos do Teatro Municipal de Macaé, juntamente com o Núcleo de Dança Portadores de Alegria

Artista completa, profissional brilhante da Fonoaudiologia, ela brilha mais uma vez iluminando desta vez os palcos do Teatro Municipal de Macaé. Trata-se da professora, fonoaudióloga, poeta, artista plástica e ativista ambiental Sandra Oliva Wyatt, que apresenta o espetáculo ‘Diaquediadia’, na próxima quarta-feira (6). É uma montagem em que a poesia se movimenta pelo palco, através da dança contemporânea, interpretada pela própria poeta e pelo corpo de baile do Núcleo de Dança Portadores de Alegria, protagonizado por pessoas com deficiência.

Neste sentido, Sandra Wyatt celebra seus anos de arte e de amor à cultura macaense, mostrando uma carreira artística sólida, mas de grandes desafios e enormes realizações. ‘Diaquediadia’ é um livro de poesias todo dedicado à filha da poeta, Ane, que faleceu ainda criança. Merece ressaltar que o espetáculo tem uma linguagem cênica para o livro homônimo de Sandra.

A apresentação une ainda talentos como do ator e bailarino Ademir Martins, na direção geral; e da atriz e produtora Helen de Freitas (Tear Produtora), na produção.

‘Diaquediadia’

Sandra Wyatt explica que o livro traduz essências contraditórias como a presença e a ausência, o amor e o desamor, a luz e a sombra, o caos e a ordem, e sempre haveria um próximo dia a dia. “Sandra se expõe em chagas e prazeres abertos, versando sobre si mesma nos achados e perdidos de existir; em seu dentro estão presentes os filhos, a instituição familiar, a sociedade, o mundo, o cosmo, a família estelar, ser mãe e filha da grande mãe Terra”, declara o diretor geral do espetáculo.

Ademir conta que há cerca de 20 anos, a poeta Sandra o conhece pessoalmente e juntos desejam colocar o livro ao vivo no palco. Mas para ele, a vida tem suas artimanhas e tudo tem seu tempo. “Até que surge o momento de versificar no espaço, para deixar de ser lida ou ouvida somente, para se transformar em imagens cênicas”, frisou o diretor..

Detalhes do espetáculo

Ademir Martins informa que o o espetáculo ‘Diaquediadia’ irá apresentar os versos poéticos em profusões de imagens e músicas ao vivo e gravadas. Haverá efeitos surrealistas, oníricos que vão de artistas de Macaé, passam por Chico Buarque, The Beatles, Uakti, Bach, Beethoven, Emerson Lake & Palmer, dentre outros, inclusive com suas obras plásticas (telas e esculturas) integrando a cenografia.

A proposta desta montagem teatral é estendê-la a outros espaços, dentro e fora do município, já que ‘Diaquediadia’ se insere nas áreas das Artes, da Cultura, da Educação, da Saúde, de uma maneira não convencional. “Aliás, o ‘fugir’ da linguagem convencional, desconstruir valores estéticos são fundamentais para que a obra seja levada a termo, por isso a escolha do reconhecido premiado Núcleo de Dança Portadores de Alegria para protagonizá-lo”, concluiu o diretor.

Ficha técnica

Autora: Sandra Oliva Wyatt
Intérprete: Núcleo de Dança Portadores de Alegria e Sandra Wyatt
Vozes: Sandra Wyatt, Helen de Freitas, Ademir Martins
Iluminação w Sonorização: Hugo Tolipan
Direção Geral: Ademir Martins
Produtora: Helen de Freitas
Assistência de Direção: Isabella Cantarino e Luiz Kamau
Realização: Tear Produtora

Sandra Oliva Wyatt

Sandra Oliva Wyatt escreve poesias desde os 12 anos, quando foi premiada na escola, e já ganhou alguns prêmios e medalhas com exposições de artes plásticas e poesias, feitas com a ABD (Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais). É criadora de IRMANE.C PELA PAZ, movimento sócio-ambiental consagrado à Consciência Planetária (monografia da Universidade da Paz); sendo também seu consultório, onde responde pela criação da metodologia FonoaudiologiArtEducação. Ela considera a arte como extensão da sua vida.

Suas manifestações artísticas atingem as mais variadas expressões: Carnavalesca (1970), Greve de fome: pelos professores, o que fez Macaé ser citada na BBC de Londres e na TV Francesa (1992); Documentário: Histórias de quem faz História, que projeta Macaé no cenário artístico Internacional; Citações textos e poemas nos livros: Relatos e Personagens na História de Macaé; Macaé Nossas Mulheres Nossas Histórias e Macaé Síntese Geo-Histórica. NoVIII Encontro Internacional de Escritores do Mercosul (2015), na Argentina, apresentou a Ciranda Planetária; também inscrita no Cine Fest Internacional produzido para Macaé (2016); Publicação de cinco livros de poesias: Diaquediadia -1982 (concebido nos 3 meses, que ficou sem dormir, velando a vida da filha Ane), Receitas e Magias na Casa Onde Moro (1992) Pedagogia Poética; Como Como Como; Tratado de Sustentabilidade Cósmico Planetária (2014); está no Livro Relicário Latino, da Mercosul, Funalfa Edições, com suas poesias; Festas Temáticas; Exposições: Obrigada Natureza(1978); Paisagens Solares da Via- Láctea em 1987 (que a fez iniciar este Fazer de Consciência Planetária, como Missão), Terra Nossa (1997), O Universo que Sow (2017). Ensaios fotográficos: Transforgrafias com Éliton Coelho (1980) e Cosmovisão Sagrada Feminina, com Aline Bran (2016\2017. Co-responsável pela criação do Sentrinho (Sentrom\Macaé-RJ) e Associação Pestalozzi de Macaé. Faz parte do grupo de poetas Coro das Cigarras de Macaé.

Sandra Oliva Wyatt destaca-se como professora, fonoaudióloga, poeta, artista plástica e ativista ambiental, que simboliza, com o seu protagonismo performático, tudo aquilo pelo que vale a pena lutar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here