Rodovia Amaral Peixoto fora do primeiro pacote de concessão do governo do Estado

288
rodovia-amaral-peixoto-rj106-wanderley
Rodovia Amaral Peixoto depende de investimentos para atender a demanda regional

Proposta lançada ainda na gestão de Pezão é reavaliada pelo governo de Wilson Witzel

Apesar de ser a principal rota para as atividades econômicas que sustentam uma parcela significativa do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, a Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) não foi anunciada como uma das 12 rodovias estaduais, avaliadas pelo governo do Rio, para compor o pacote de concessão que será lançado ainda neste ano.

O objetivo do Estado é reduzir o peso do custeio de estradas que registram grande fluxo de veículos e precisam de grandes demandas de investimentos. E mesmo sendo o ponto central da logística do petróleo, por interligar a BR-101 a Macaé, Rio das Ostras e Cabo Frio, três polos importantes da cadeia produtiva offshore, a RJ-106 ainda não foi definida como meta de concessão.

Na região Norte do Estado, a rodovia que terá prioridade na lista de concessões é a que liga Campos dos Goytacazes a São João da Barra, rota importante para o acesso ao Porto do Açu. Para os deputados estaduais macaenses, a inclusão da RJ-106 é importante neste processo.

“Vamos buscar o governo do Estado para compreender melhor os critérios de definição da lista proposta de concessão. E vamos dialogar também com as instituições empresariais locais, para entender se o modelo sugerido é o melhor para auxiliar nas operações de apoio ao petróleo”, avaliou o deputado estadual Welberth Rezende (PPS).

Em abril do ano passado, o governo do Estado, através da secretaria estadual da Casa Civil, lançou edital para que empresas possam participar da elaboração do modelo de concessão de diversas rodoviais estadual, incluindo a RJ-1016. A previsão era de que outras 15 estradas que cortam todas as regiões Norte, Noroeste, Sul, Metropolitana e na Serra Fluminense também fossem privatizadas.

“Precisamos entender o que ocorreu com esse edital e qual será a estratégia do Estado em conduzir a pauta que é importante para Macaé e os demais municípios cortados pela rodovia”, apontou o deputado estadual Chico Machado (PSD).

A concessão das estradas faz parte do planejamento criado pela secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, conduzida por Lucas Tristão, que no mês passado visitou as principais cidades beneficiadas pelo petróleo, incluindo Macaé.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here