A ação encontrou resistência dos invasores que foram encaminhados para a delegacia -Fotos divulgação

A ação encontrou resistência dos invasores que foram encaminhados para a delegacia

A ação encontrou resistência dos invasores que foram encaminhados para a delegacia
A Comissão de Pronta Ação realizou nesta quinta-feira (4), às 4h30, uma operação de reintegração de posse de uma área que pertence à Prefeitura de Macaé, de 600 mil metros quadrados, localizada no Condomínio Bosque Azul. Ao chegar ao local, os integrantes encontraram resistência e três pessoas foram detidas e encaminhadas à 123ª Delegacia de Polícia Civil do município.

De acordo com informações do representante da Secretaria de Ordem Pública, Alan de Oliveira, havia um clima de tensão pois as pessoas não queriam sair do local. Para conter a situação, a Polícia Militar foi acionada. Uma pessoa que estava resistindo a sair da área invadida ficou ferida e, encaminhada pelo 192 para o Hospital Público de Macaé (HPM), foi medicada e levada em seguida para a delegacia.

Os invasores tentaram também atear fogo em um caminhão da Prefeitura de Macaé, mas não tiveram sucesso. No entanto, o grupo foi para a entrada do condomínio Bosque Azul, e ateou fogo em um ônibus, impedindo o tráfego no local.

“Quando chegamos ao local, não havia nenhuma construção, apenas as áreas estavam demarcadas, com estacas, arames farpados e placas com nomes. A ação foi determinada pela Procuradoria Geral do Município (Progem) e contou com o apoio de policiais militares”, explicou

A área foi limpa e todo o material foi retirado por uma equipe da Secretaria de Serviços Públicos que utilizou retroescavadeiras e caminhões.

A ação foi realizada durante toda manhã desta quinta-feira (4) e contou com a participação de servidores municipais das Secretarias de Ordem Pública, Obras Públicas e Urbanismo, Ambiente, Habitação, Desenvolvimento Social, Mobilidade Urbana, Limpeza Pública e Procuradoria Geral do Município para mobilizar e integrar o Poder Público Municipal no processo de intensificação do poder de polícia administrativa no que diz respeito ao território municipal.

Objetivos – O grupo trabalha com os seguintes objetivos: Impedir a expansão de moradias irregulares nos diversos assentamentos precários e/ou loteamentos irregulares do município, especialmente aqueles implantados nas áreas de interesse ambiental; monitorar as ocupações de áreas de risco, loteamentos clandestinos e/ou irregulares e as áreas públicas; demolir, apreender, remover bens de ocupantes ilegais que venham a se instalar em áreas de interesse ambiental, assentamentos precários, de risco, loteamentos clandestinos e/ou irregulares e áreas públicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here