Divulgação

Com a chegada da pandemia, o Projeto Rir pra não Chorar não se intimidou, se reinventou e prosseguiu prestando os bons serviços

Tendo iniciado o ano com um trabalho bastante promissor, com a chegada da pandemia, o Projeto Rir pra não Chorar não se intimidou, se reinventou e prosseguiu prestando os bons serviços. Sem poder distribuir amor e levar fé e sorrisos aos hospitais, asilos, ongs e escolas, a instituição decidiu unir forças com parceiros e criar novos programas.

Assim, sob a liderança da idealizadora do Projeto, Jandiara Ritzmann, surge o Projeto ‘Máscaras para todos’, onde foram fabricadas pelas costureiras voluntárias aproximadamente 4.600 máscaras e doadas para a população macaense, fortalecendo assim o combate ao coronavírus.

“Estamos agora unindo forças também com o Projeto ‘Pé de Meia’, de confecção de mantas feitas de meias usadas, que muitas das vezes perdem o seu par”, declarou Jandiara acrescentando que este projeto é uma iniciativa da Palhacinha Mickey e família costureira.
A idealizadora conta ainda que o grupo de costureiras do projeto Máscaras para Todos está empenhado na realização do Projeto ‘Mantas para quem tem frio, distribuindo o produto nas comunidades carentes. “Como vocês podem ver a união faz a força e esse é o nosso lema”, disse.

Jandiara Ritzmann revelou, também, que a proposta do Projeto Rir pra não Chorar para 2020 seria conseguir mais colaboradores, parceiros e isso realmente está acontecendo. Ela declarou também que o seu alvo era promover parcerias com empresas e isso já está surgindo em 2020 e em breve ela estará relatando.

Bonecas reformadas pelo Projeto (Annas & Via) e vendidas no Bazar Solidário para ajudar famílias

Novos projetos em ação

A líder do projeto informou que mesmo a distância e tomando todas as recomendações da OMS e do Governo Municipal, ela vem prestando atendimento social de psicologia às famílias menos favorecidas desde março, como Psicóloga. Ela lembra também que o Projeto de hospitalhaço desenvolveu uma parceria com Patrícia da SONS oficina criativa de brinquedos feitos de material reciclado e doados às crianças do bairro Nova Esperança e parceria com Lorena Corrêa, design de interiores, com doações de materiais de demolição para abençoar os voluntários do Projeto Palhacinhos, na construção das casas próprias.

Jandiara acrescenta que a visão é continuar com o voluntariado, mas cada um contribuindo da sua própria casa como foi na confecção de máscaras, brinquedos feitos de material reciclado e reforma de brinquedos usados feitos por Annas & Cia e Irani do Projeto Rir pra não chorar . “Somos um Projeto Social Sustentável que além de transformar cápsula de café em bijoux e brinquedos velhos em novos e tantas outras transformações, nós também ‘transformamos vidas’ através da Risoterapia e Espiritualidade”, concluiu ela.

Projeto Rir pra não Chorar

 O Projeto Rir pra não Chorar apresenta a proposta de promover a saúde integral dos pacientes, profissionais da saúde, familiares, idosos e crianças levando afeto, amor, compaixão, empatia, inteligência emocional, inteligência espiritual, espiritualidade, ludoterapia, musicoterapia e palhacaria, buscando sempre o riso cômico, a música e a espiritualidade na promoção da saúde. O programa coloca em evidências valores como espiritualidade, disciplina, qualidade, ética, solidariedade e compaixão. “A nossa visão é de um projeto terapêutico de referência utilizando a espiritualidade, a “clown terapia”, a inteligência emocional e a inteligência espiritual na promoção da saúde integral do ser humano”, disse.
O Projeto Rir pra não chorar tem na liderança Jandiara Ritzmann (Teóloga, Coach em saúde e liderança pela UFRJ, Graduanda em psicologia e idealizadora do Projeto – contato (22) 992539905 – aritz@uol.com.br); e Aline Gomes (Gestora de Recursos Humanos, Pós Graduanda em inteligência sócio emocional e Coach Infantil – contato (22) 99782-8991 – line.gomesa@gmail.com).


A equipe atualmente é formada por aproximadamente 40 voluntários incluindo os parceiros. O projeto possui voluntários como psicólogos, médicos, assistente social, coach infantil, gestora de recursos humanos, donas de casas, empresárias, fonoaudiólogos, pedagogos, teólogos, Bacharel em música sacra, dentre outros.

Material de demolição doado para o Projeto de reforma e construção do Rir pra Não Chorar em parceria com a design de interiores Lorena Corrêa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here