Prefeito Marcelino Borba instala os semáfaros para atender solicitação de moradores no Mar do Norte

Para usuários da Rodovia Amaral Peixoto, a instalação do semáfaro em Mar do Norte vai aumentar o congestionamento

Embora o prefeito de Rio das Ostras, Marcelino Borba, tenha tomado a decisão de colocar um sinal luminoso na entrada da localidade de Mar do Norte, parece que ele não mediu as consequências do maior transtorno que sua ação pode causar, não só aos motoristas de veículos particulares, mas também a outros segmentos que vão acabar prejudicados.

“Se a ideia foi de atender a um parcela da população daquela localidade, ela não foi muito feliz porque aquele trecho da Rodovia Amaral Peixoto, principal elo de ligação entre Macaé e Rio das Ostras, é o que recebe o maior fluxo de veículos de automóveis, ônibus, caminhões e carretas. Ele deveria deixar o gabinete e na hora do rush, principalmente pela manhã e à tarde, tentar fazer o percurso entre as duas cidades para então sentir o erro de substituir um semáforo eletrônico de redutor de velocidade, por outro de parar e seguir. Não sei onde estão as autoridades do governo estadual e do Departamento de Estradas de Rodagem que permite esse tipo de obra, sem que haja qualquer estudo preliminar”, disse o engenheiro Marcos Cesar Curvelo, que diariamente utiliza seu veículo para vir de Unamar para Macaé.

Outras pessoas que também estão temendo o pior, se manifestaram e não concordam. “Com o redutor de velocidade de 50 km/hora a mobilidade das pessoas já se torna ruim. Imagina agora com o sinal de siga-pare. Vai ser um congestionamento monstruoso e em casos de emergência, ambulâncias, bombeiros e outros órgãos que deveriam chegar rápido a um local de atendimento, vão também sofrer as consequências e poderá haver vítimas fatais”, disse Maxmilan Teixeira.

Marcelo Almeida, que tem casa em Armação dos Búzios, lembra que “as famílias que se dirigem a Buzios, São Pedro e Cabo Frio, já enfrentam um grande transtorno quando chegam a Barra de São João e se deparam com sinais luminosos dessa natureza, principalmente em finais de semana e feriados longos. O imenso congestionamento nos dois lados da ponte, se transforma em uma verdadeira via crucis, ainda mais quando as pessoas viajam com idosos, crianças e deficientes. Ao longo da rodovia, não existe nenhum banheiro público e a situação só piora”.

“O prefeito de Rio das Ostras parece que mesmo exercendo o cargo de vereador por algum tempo, não aprendeu muito o que significa uma boa gestão, principalmente quando se trata de mobilidade urbana. Em vez de parar o trânsito que vai acabar causando muitos transtornos, deveria buscar alguns técnicos para orientá-lo e evitar que faça políticas em benefício próprio pensando no futuro mandato. Isso tem que acabar, e nas eleições de 2020 ele vai ganhar o troco desta tremenda besteira que está fazendo”, declarou Marcio Cerqueira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here