Desabastecimento atinge todos os postos de combustível da cidade

Escolta policial instituída na cidade do Rio deve atender também municípios do interior

O estoque segue vazio, para gasolina, diesel e álcool, nos 28 postos de combustível de Macaé. A esperança era que a partir da madrugada de hoje (29) o reabastecimento fosse garantido, através do sistema de escolta instituído pela secretaria estadual de Segurança Pública, através da intervenção federal.

Nesta segunda-feira (28), o único combustível ainda disponível em postos da cidade era o Gás Natural Veicular (GNV), o que garantia de forma parcial serviços de entregas de produtos e de transporte pessoal (táxis e Uber), que utilizam veículos adaptados.

A esperança de reabastecimento a partir desta terça-feira (29) surgiu a partir da estratégia montada pelo Governo do Estado, para acabar com o desabastecimento total do combustível, o principal efeito da paralisação dos caminhoneiros, ainda mantida em todo o país.

Até o início da tarde de segunda-feira, mais de 1 milhão de litros de combustível foi distribuído em postos situados na capital do Estado. A expectativa era que o mesmo sistema, atendido pelos caminhoneiros manifestantes, chegasse também aos municípios do interior.

Outra estratégia montada pelo governo, que pode reduzir os efeitos do desabastecimento do combustível, é o Projeto de Lei (PL) que propõe a redução da alíquota de ICMS do diesel no Estado do Rio, de 16% para 12%. A proposta vai ser votada nesta terça-feira (29), em regime de urgência, pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here