Farmácias no Centro, na Avenida Rui Barbosa. Divulgação

A falta de álcool em gel preocupa os macaenses e quando encontra os preços estão abusivos

Em Macaé, cidade do interior do estado do Rio de Janeiro, a população já tem sofrido com a falta do álcool em gel nas farmácias e nos supermercados, havendo assim uma maior preocupação, já que uma das medidas de proteção é higienizar as mãos com o produto que deve conter 70% de etanol concentrado para melhor precaução.

Desde os últimos acontecimentos acerca do coronavírus, que tem assolado todo país e mundo, medidas protetivas foram adotadas para que as populações de diversas regiões do Brasil possa se cuidar mais atentamente, prevenindo a contração do vírus e a sua proliferação.

“Somos orientados a comprar o álcool em gel, mas como adquirir o produto se já está havendo a sua escassez no município? Não só aqui, mas em cidades vizinhas também. As pessoas se desesperam diante de uma situação como essa e algumas pessoas acabam ficando à mercê”, revelou Marina Souza.

Além do álcool em gel, as orientações é que as pessoas lavem suas mãos com certa frequência com água e sabão, a ponto que o vírus se esvaia, caso o indivíduo possa estar infectado através de suas mãos e/ou rostos, que são as regiões com mais facilidade de transmissão.

E, em consequência da alta procura, a dificuldade também tem sido a de conseguir comprar o álcool em gel por um preço acessível. Em muitas farmácias e supermercados de diferentes cidades pelo país, o preço tem sido abusivo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here