Polícia reforça ação em Macaé após novos tiroteios nas comunidades

272
Agentes da PM realizam patrulhamento ostensivo em diversas comunidades macaense, após registro de morte e tiroteio na noite de última segunda-feira (13) - Divulgação PM

Noite de segunda-feira (13) resultou na morte de um adolescente identificado como Willian de Souza Assis, de 17 anos, na Favela da Linha, no bairro Cajueiros

O policiamento foi reforçado nas comunidades Malvinas, Botafogo e Favela da Linha, depois de um intenso tiroteio registrado na noite de última segunda-feira (14), onde um adolescente de 17 anos, identificado como Willian de Souza Assis, foi executado a tiros na Favela da Linha.

Segundo a Polícia Militar, o confronto teve início por volta das 20h, quando traficantes da comunidade da Malvinas tentaram invadir a Favela da Linha, efetuando diversos disparos de arma de fogo contra bandidos rivais. O confronto durou quase três horas, e a polícia teve que intervir com objetivo de parar a criminalidade e levar segurança para moradores e comerciantes dessas regiões.

Quem mora na comunidade das Malvinas revela que traficantes de outros locais entraram na região atirando contra os moradores.

De acordo com o comandante do 32° Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Macaé, tenente-coronel, André Henrique Oliveira, dezenas de agentes da Polícia Militar auxiliam nas fiscalizações com objetivo de reprimir o tráfico de drogas nessas principais áreas consideradas dominadas pelo tráfico de drogas.

A PM reforça ainda que a “Ação visa garantir a ordem e a paz nas comunidades, aumentando a sensação de segurança de toda a população”. O confronto vem sendo registrado desde a semana passada, quando um jovem de 18 anos, identificado como Fernando Jharody, foi morto durante o confronto na última quinta-feira (8), no bairro Cajueiros. Neste mesmo dia, um outro jovem de 19, foi baleado no braço na mesma comunidade, quando efetuou vários disparos contra a viatura da PM que fazia patrulhamento na comunidade da Linha. Ele foi socorrido e encaminhado para o HPM, e logo em seguida, foi levado para a 123ª DP de Macaé, onde permanece preso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here