A recomendação é que a população faça Boletim de Ocorrência por meio on-line - Divulgação

Objetivo é evitar aglomerações nas 92 delegacias no interior do estado do Rio. Medida foi decretada desde a última segunda-feira (16)

Com a pandemia do novo coronavírus e os casos suspeitos na capital, delegados das Delegacias de Polícia Civil do interior do estado do Rio, orientam moradores dos 92 municípios para que o registro de ocorrências sejam feitos via internet. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas. Não há casos confirmados na região Norte Fluminense, Baixada Litorânea e Região dos Lagos para o Covid-19.

De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro, em janeiro deste ano, na área de abrangência do 32º Batalhão de Polícia Militar, que cobre as cidades (Macaé, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Quissamã, Carapebus e Conceição de Macabu) foram registradas 1.624 ocorrências nas delegacias dessas seis cidades.

Os registros mais comuns nesses municípios são: furtos, ameaça, lesão, e crimes como injúria, difamação e perda de documentos.

Por isso, os delegados destacam que crimes como esses podem ser registrados online. Mas em casos de crimes violentos, com lesão corporal e outros tipos, é realmente necessário que a pessoa compareça na delegacia.

Até o início da última semana, Macaé contabiliza 9 casos suspeitos e seis descartados do novo coronavírus, de acordo com atualização da secretaria de Saúde.

Por causa da quantidade de casos suspeitos, o governo do estado e as prefeituras do interior decretaram situação de emergência de saúde pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here