Também estão adiadas novas contratações relevantes pelo prazo de 90 dias. Divulgação

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (26) corte de 100 mil barris por dia na produção de petróleo até o final de março. A medida tem como objetivo reduzir a sobre oferta no mercado externo e a exposição pela redução da demanda mundial de petróleo causada pela pandemia do coronavírus (covid-19) e a crise do petróleo.

A empresa anunciou também corte de US$ 3,5 bilhões nos investimentos programados para 2020, que cairão de US$ 12 bilhões para US$ 8,5 bilhões. Serão postergadas atividades de exploração, interligação de poços e construção de instalações de produção e refino. Também vai impactar a redução dos investimentos desvalorização do Real frente ao dólar americano.

As decisões fazem parte do conjunto de medidas que vêm sendo adotadas pela estatal, tendo em vista os impactos da pandemia do covid-19 (coronavírus) e do choque de preços do petróleo. “As iniciativas estão alinhadas às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e visam contribuir com os esforços da população e das autoridades brasileiras para mitigar os riscos da doença”, diz a empresa em nota.

A empresa também pretende cortar outros US$ 2 bilhões com gastos operacionais com a hibernação das plataformas em operação em campos de águas rasas, com custo de extração por barril mais elevado, que em virtude da queda dos preços do petróleo passaram a ter fluxo de caixa negativo.

“A produção atual de óleo desses campos é de 23 mil bpd e os desinvestimentos nesses ativos continuam em andamento”, diz a empresa em nota.

PUBLICIDADE

Também estão adiadas novas contratações relevantes pelo prazo de 90 dias.

“A companhia continua a explorar oportunidades para cortes adicionais de custos administrativos e operacionais. Dado o alto grau de incerteza prevalecente na economia global, entendemos ser prematuro fazer revisões do cenário base e projeções de preços de petróleo. Tais revisões serão feitas quando as incertezas e a consequente volatilidade de preços diminuírem”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here