Foto: Divulgação

A Carreta do Movimento Pais pela Educação contou com expressivo número de pessoas

Vivenciando no dia-a-dia as dificuldades de seus filhos com relação ao sistema on-line de ensino, inúmeros pais de alunos uniram seus anseios e suas vozes para reivindicar o retorno das aulas presenciais. O Movimento Pais pela Educação foi para as ruas protestar contra a não liberação de funcionamento das escolas particulares do município. A carreata aconteceu no final de semana, sendo considerada um sucesso pelos manifestantes, ao registrar grande adesão dos pais.

Mães organizadoras do movimento, Tatiane, Louise, Suellen e Pricila. Foto: Divulgação

O protesto em veículos saiu da Praia do Pecado, indo em direção ao Centro da cidade e retornando até a Orla dos Cavaleiros com carros enfeitados, famílias reunidas, crianças participando e lutando junto com os pais pelo seu direito de ir às escolas.

“Precisávamos mostrar ao prefeito, aos vereadores e a toda população macaense que nós somos muitos, representamos mais de duas mil famílias do município, e temos representatividade numa cidade de cerca de 230 mil habitantes”, disse uma das líderes do movimento, Tatiane Miranda, acrescentando que agora estão todos aguardando um posicionamento do Prefeito de Macaé, Welberth Rezende.

As líderes do movimento, Tatiane, Louise, Suellen e Pricila lembram que, em fevereiro de 2021, o Movimento Pais pela Educação de Macaé teve avanços no decreto do poder executivo, onde foi autorizado o retorno às aulas presenciais nas bandeiras verde e amarela do covidimetro. Todavia o efeito prático disso foi praticamente nulo, porque não teve um retorno efetivo das aulas.

“Nós entendemos que educação é um serviço essencial, portanto não deveria estar atrelado ao covidimetro”, declararam elas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here