Nupem promove ação em escola infantil

96
Crianças da Escola Municipal de Educação Infantil Geisa de Oliveira conheceram sobre o ambiente marinho

Ação dos alunos e docentes de Oceanografia e Biologia Marinha ocorreu no final do ano passado

Sempre de forma a contribuir com um futuro melhor, não apenas promovendo o ensino dos estudantes acadêmicos, mas também de toda a sociedade macaense, no final do ano passado o Nupem/UFRJ realizou uma atividade com crianças da Escola Municipal de Educação Infantil Geisa de Oliveira, do São José do Barreto. Os alunos e professores da disciplina de Introdução à Oceanografia e Biologia Marinha organizaram um evento em parceria com a escola. Foram realizadas diversas atividades com as crianças com a temática de conscientização ambiental e vida nos oceanos.

Essa atividade é resultado da integração de três disciplinas oferecidas na graduação em Ciências Biológicas da UFRJ – Campus Macaé: Introdução à Oceanografia e Biologia Marinha (ministrada pelo Prof. Luciano Fischer e Profª. Patricia Mancini), Biologia da Conservação (Profª Malinda Henry) e Educação Ambiental (Prof. Rafael Nogueira Costa). A ideia se originou do workshop “Integração e avaliação: compartilhando experiências”, no qual os docentes propuseram estratégias conjuntas para integrar conteúdos de disciplinas dos cursos de graduação.

As atividades começaram com a distribuição de máscaras de diferentes organismos que habitam os oceanos, para então compor parte do cenário da apresentação de teatro desenvolvida pelos alunos. A peça contou com a participação do “Senhor dos Mares”, uma marionete de peixe que divertiu a criançada, contando um pouco sobre a vida nos oceanos, e apresentando alguns de seus amigos: o atobá, o ouriço e o caranguejo, todos representados por alunos da UFRJ/NUPEM.

O grupo interagiu intensamente com as crianças, conversando sobre a vida do mar, a alimentação dessa fauna, e os impactos à vida desses animais causados pelo descarte de lixo nos oceanos, por exemplo. Em dado momento da apresentação, o lixo produzido pelos humanos foi jogado sobre os animais (alunos fantasiados de organismos marinhos), que pediram ajuda para as crianças, que prontamente os auxiliaram e colocaram os lixos na sacola de lixo.

Também houve uma apresentação de duas alunas caracterizadas como os ambientes “praia” e “costão rochoso”. A criançada foi provocada a conversar sobre as diferenças entre estes dois ambientes e as faunas e floras que vivem neles. Algas, ouriços, mexilhões, estrelas-do-mar, cracas e caranguejos, que fazem parte do acervo de coleta dos projetos de pesquisa do NUPEM/UFRJ, foram levados para a escola, permitindo o contato das crianças com organismos característicos desses ambientes. Concluindo essa atividade, as crianças ajudaram o grupo dos universitários a identificar, “bicho por bicho”, quem deveria voltar para a praia, e quem deveria voltar para os costões, como forma de fixar o conhecimento sobre o hábitat natural destes organismos.

Dança e música também foram utilizadas como formas didáticas de transmitir e auxiliar a fixar o conhecimento. Finalizando a tarde, as crianças retornaram para as suas mesas de atividades e tiveram a oportunidade de desenhar um pouco sobre o que haviam aprendido ao longo do dia. O grupo de alunos e professores da UFRJ/NUPEM, e as professoras da escola, prestaram apoio ao longo da atividade, aproveitando a oportunidade para identificar os conhecimentos que foram adquiridos durante o evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here