O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) assinaram, nesta terça-feira (29/12), contrato com o Itaú/Unibanco para prestação de serviços bancários para as duas instituições pelos próximos cinco anos. Com valor global de R$ 55 milhões – superior ao mínimo estabelecido por MPRJ e ALERJ na licitação – a entidade financeira sagrou-se vencedora do certame em conjunto e ficará responsável pelo serviços relacionados à folha de pagamento de membros e servidores, ativos, inativos e pensionistas, além dos serviços destinados ao pagamento de fornecedores, prestadores de serviço e demais credores das duas instituições públicas.

O valor que será arrecadado supera em 18,77% o obtido na última licitação, organizada em conjunto com a ALERJ e o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), no ano de 2015, que contemplava apenas a prestação de serviços relacionados à folha de pagamento. Deste valor, R$ 30.767 milhões referem-se ao contrato com o MPRJ e os outros R$ 24.233 milhões para o contrato com a ALERJ.

O procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, destacou que contratações conjuntas são vantajosas para as instituições, contribuem para melhores valores e estimulam maior competitividade. Gussem também elogiou a gestão do presidente da ALERJ, deputado André Ceciliano, por modernizar as estruturas da Assembleia Legislativa do Rio. “É uma sinalização importante de que as instituições podem, mantendo a sua independência e autonomia, caminhar juntas, buscando melhores preços e serviços. Afinal de contas, todos integramos o mesmo Estado e precisamos buscar mais eficiência, resolutividade e economicidade em nossas atuações”, comentou Eduardo Gussem.

O presidente da ALERJ, André Ceciliano, complementou: “Essa parceria é boa para todos, tivemos um aumento significativo do valor em relação ao contrato anterior. Então só tenho que agradecer e também elogiar a sua administração por todos os avanços, pelo MPRJ em Mapas, que colocou o MP do Rio na vanguarda”, disse André Ceciliano.

A gerente de setor público do banco Itaú/Unibanco, Simone da Cruz Simões, também comentou o resultado do certame. “Fizemos um estudo muito aprimorado, foram meses buscando não perder a oportunidade de continuar essa parceria. Registro aqui nosso respeito por ambas as instituições e nossa gratidão por mais cinco anos à frente dessa relação com os servidores públicos”, comentou Simone Simões.

Também estiveram presentes o subprocurador-geral de Justiça de Administração, Eduardo Lima Neto; o secretário-geral do MPRJ, promotor de Justiça Dimitrius Viveiros; o diretor-geral da ALERJ, Wagner Victer; e a gerente geral comercial do Itaú Unibanco, Priscila Scheffer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here