Aos 68 anos de idade, o médico contraiu Covid-19 e permaneceu cerca de um mês internado na Clínica São Lucas da Rede D’Or em Macaé - Arquivo Pessoal

Tristeza e lágrimas marcam o início da noite deste sábado (2) com a notícia da morte do médico cardiologista Lécio Luiz do Amaral Patrocínio.

Aos 68 anos de idade, o médico contraiu Covid-19 e permaneceu cerca de um mês internado na Clínica São Lucas da Rede D’Or em Macaé. Há cerca de três semanas, ele, em franca recuperação, foi transferido para o Copa D’Or, no Rio de Janeiro, com diagnóstico estável. Neste sábado, teve complicação de uma pneumonia e não resistiu, vindo a falecer.
Ainda não se sabe se haverá velório e nem o local e o horário do enterro.

O Prefeito Welberth Rezende usou as redes sociais para expressar os sentimentos diante da morte do médico. “É com pesar que recebi a notícia da morte do amigo Dr. Lécio Patrocínio. Um grande médico e ser humano que há décadas presta serviços relevantes à saúde de Macaé. Fica aqui meus sentimentos à família e amigos. Descansa em paz, amigo Lécio!, declarou o prefeito.
Merece lembrar a competência e o brilhantismo do cardiologista Lécio Luiz Amaral do Patrocínio, que possuía mestrado em Cardiologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1988). Atuava como professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 2012, sendo o coordenador da disciplina Cardiologia. Além disso, é coordenador substituto do Curso de Graduação em Medicina e Coordenador do Setor em Convênios Institucionais do Campus UFRJ Macaé.

Dr. Lécio foi o responsável pela fundação da Clínica Labex Exames e Diagnósticos, empresa anteriormente intitulada como Cardiolab. Anos depois, visando sempre a real necessidade da população de Macaé, a empresa foi a responsável pela chegada do primeiro aparelho de tomografia computadorizada à cidade.

Começava então a história da clínica Labex, criada com o intuito de atender as necessidades do paciente nos diversos setores de imagem diagnóstica. A clínica passou então a contar com os mais diversos exames relacionados ao diagnóstico por imagem: radiografia, densitometria óssea, ultrassonografia e tomografia computadorizada, além de ecocardiograma, eletrocardiograma, MAPA e holter.

Há alguns anos atrás, a ressonância magnética virou uma necessidade para a população de Macaé. Na ocasião, novamente com o intuito de atender a população macaense, Dr. Lécio foi o responsável pela chegada da ressonância magnética móvel a Macaé, permitindo que a população macaense fosse submetida semanalmente à exames de alta qualidade.

Em 2013 chegava à Labex um aparelho de ressonância magnética digital de Alto Campo, o qual se encontra à disposição, em tempo integral, à população. Nosso aparelho permite à aquisição de imagens detalhadas e de altíssima resolução, promovendo assim, novamente, a inovação diagnóstica.

Em 2020, a clínica Labex completou 29 anos de serviços prestados.

parelho de ressonância magnética digital de Alto Campo, o qual se encontra à disposição, em tempo integral, à população. Nosso aparelho permite à aquisição de imagens detalhadas e de altíssima resolução, promovendo assim, novamente, a inovação diagnóstica.

Em 2020, a clínica Labex completou 29 anos de serviços prestados.

8 COMENTÁRIOS

  1. Vários médicos faleceram vítimas de complicações por conta da Covid. Estão mais expostos aos riscos nos hospitais. Não se sabe o histórico médico dele. Se já portava alguma patologia. Apenas a notícia da morte por Covid 19 e os desinformados de plantão já saem dando suas considerações magníficas. Interessante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here