Essa já é a quarta reportagem do jornal no local em apenas um mês. Cedae diz que problema é interno no condomínio - Arquivo

Apesar das denúncias, Cedae afirma que o abastecimento está normalizado e que problema na distribuição entre as unidade é problema interno do condomínio

A novela envolvendo os moradores do Condomínio Brisa do Vale, no Ajuda de Cima, e a Nova Cedae parece estar longe de ter um final feliz. Isso porque quem vive ali continua relatando problemas no abastecimento de água, situação que tem prejudicado mais de 900 famílias.

Nas últimas semanas, o jornal O DEBATE publicou três reportagens falando sobre o problema na localidade, no entanto, todos os dias chegam reclamações de moradores dizendo que solução que é bom, nada.

“Temos crianças pequenas dentro de casa, muita roupa para lavar, não estamos nem podendo tomar um banho decente por causa da safadeza da Cedae. Gostaria de uma solução, o mais rápido possível , pois não estamos mais aguentando mais essa situação”, desabafa a moradora Liliane.

E as reclamações não param por aí. “O residencial Brisa do Vale, continua pedindo socorro! O Brisa do Vale está sem abastecimento de água desde o dia 19/11 e mesmo assim a pouca água que foi enviada nessa data não foi o suficiente para todos os 912 apartamentos. Quando os síndicos e os responsáveis aqui ligam para a CEDAE e falam com os responsáveis pelas manobras de água, os mesmos prometem que vão enviar água, mas isso nunca acontece.

Muitas das vezes, estes responsáveis da Cedae não atendem os telefones. Recebemos várias promessas de abastecimento e isto nunca ocorre. Foi prometido que na madrugada do dia 25 para o dia 26 seria feita uma manobra de água para o Brisa do Vale e, mais uma vez, foi uma promessa vazia, não cumprida”, relata o morador Emerson Gomes. Ele lembra que antigamente o condomínio era abastecido três vezes na semana.

“Nos últimos 30 dias, o abastecimento tem sido feito apenas uma vez por semana e sem um dia certo. A água chega sem pressão e não atende aos moradores. Recentemente fizemos um rateio para a compra de caminhão pipa, mas nem todos tem dinheiro para participar disso. Aqui temos mulheres grávidas, recém-nascidos, idosos, portadores de necessidades especiais, pessoas com mobilidade reduzida, paralisia cerebral e dentre outros. Estes responsáveis, ou irresponsáveis, da Cedae estão zombando dos moradores do Brisa do Vale com estas promessas vazias, isto é uma falta de respeito, pois prometem e não cumprem. Exigimos respeito”, completa.

Além deles, a nossa equipe de reportagem recebeu diversas outras mensagens de moradores expressando o mesmo sentimento de abandono e de impunidade. Diante disso, a nossa equipe procurou a Nova Cedae, ainda na semana passada, para entender o que estaria acontecendo no local, uma vez que essa não é a primeira vez que a população do bairro aponta o problema.

De acordo com a Cedae, técnicos vistoriaram o condomínio Brisa do Vale ainda na semana passada e constataram que, apesar das inúmeras denúncias dos moradores, o condomínio estava abastecido até a sua cisterna. Ela ressaltou que o problema é interno. Como o condomínio é grande, utiliza três bombas para distribuir a água da cisterna para as suas áreas distintas. A Companhia ressaltou que o sistema interno é de responsabilidade do condomínio, e não da Cedae, a quem cabe levar água até a cisterna.

Denuncie o problema

Com o aumento nas reclamações referentes ao abastecimento, o jornal O DEBATE está criando um canal com os seus leitores. Quem estiver com problemas referente a água, pode enviar uma mensagem pelo WhatsApp: (22) 99609-9064. Na hora é importante, além de informar há quanto tempo o problema está acontecendo, o nome e o endereço completo. Esse contato também poderá ser usado para outras denúncias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here