Empreendimento diz que vai tomar as providências para que a normalidade seja restabelecida

Segundo eles, empreendimento de luxo estaria depositando as sacolas na calçada, impedindo a passagem

Há cerca de um mês, moradores do Alto da Glória procuraram o jornal O DEBATE para denunciar o descarte de lixo na calçada em frente a um condomínio residencial situado na rua Heroína Lima Vieria Azevedo. De acordo com o depoimento deles, a situação estaria causando inúmeros transtornos. Após a publicação da denúncia, o condomínio entrou em contato com a nossa equipe de reportagem e, por meio de nota, pediu desculpas pelos danos causados e prestou alguns esclarecimentos.

Segundo a nota, todo o processo de coleta do lixo oriundo das unidades do residencial é realizada de maneira individualizada diariamente em cada um dos blocos. O material recolhido é alocado em um depósito, localizado na parte interna do condomínio, até o dia da retirada pela companhia de limpeza urbana.

Contudo, o bairro da Glória recebe a ronda dos caminhões de lixo, a serviço da prefeitura, apenas três vezes por semana (terças-feiras, quintas-feiras e sábados), o que aumenta o volume acumulado. Para reduzir o desconforto causado pela espera da remoção, o síndico responsável pelo condomínio informou que o procedimento padrão dos funcionários da limpeza prevê que o lixo seja levado para a área externa próximo ao horário do caminhão, sendo assim, não permanece mais do que meia hora no local.

A administração do condomínio reforçou na ocasião que após a retirada do material do local a equipe cuida pessoalmente da higienização da calçada para eliminar o chorume e os odores. Ainda assim, ele reconheceu o transtorno causado e já estaria tomando medidas para otimizar o processo de coleta.

Essa semana, moradores voltaram a procurar o jornal para reclamar que o problema continua sem solução. “Para piorar, agora catadores com carroças e carros param na contramão atrapalhando o trânsito”, diz o morador, que pede sigilo do nome.

A nossa equipe de reportagem voltou a entrar em contato com a empresa responsável pela Assessoria de Comunicação do empreendimento. Ela informou que, no momento, não está mais responsável por essa parte da comunicação do residencial.

No entanto, informou que a denúncia apresentada pelo jornal essa semana já foi encaminhada para os responsáveis pela administração do condomínio. Novas medidas devem ser tomadas em breve para que a normalidade seja reestabelecida. O jornal O DEBATE deixa o espaço livre para que os responsáveis pelo condomínio possam se retratar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here