Cerca de 900 famílias vivem atualmente no conjunto residencial situado na Ajuda de Cima - Wanderley Gil - arquivo

Nova Cedae alegou que falha na distribuição da água era de responsabilidade do condomínio. Companhia diz que vem acompanhando de perto o sistema para avaliar se o volume é o suficiente

O impasse entre a Nova Cedae e os moradores do condomínio Brisa do Vale, na Ajuda de Cima, segue sem uma solução. De um lado, a companhia alega que a responsabilidade do problema no abastecimento é do empreendimento. Do outro, quem vive ali nega e reclama da falta d’água, situação que tem afetado mais de 900 famílias.

Essa semana, o jornal publicou uma reportagem falando sobre o caso. Nas últimas semanas a nossa equipe de reportagem tem recebido diversas denúncias dos moradores.

“Mais uma vez eu gostaria de fazer uma reclamação sobre a Cedae. Como sempre, ela tem nos deixado insatisfeitos com o seu péssimo serviço aqui no Brisa do Vale. Enquanto estamos sem água, podemos presenciar vazamentos pela cidade. Não agüentamos mais esse sofrimento toda semana. Já a conta nunca deixa de chegar”, desabafa Liliane da Silva.

Já outro morador também registrou a sua insatisfação e fez um apelo à companhia. “Cedae, vamos dar um basta nessa falta d’água no Brisa do Vale. Chega de pagar carro-pipa. Vai chegar o verão e vai ser um Deus nos acuda. A culpa é do chefe do setor de manobra e seus funcionários. Queremos cobrar dos diretores onde estão as bombas que eles prometeram que tinham comprado e até agora nada”, diz F. Alves.

Na semana passada, a Cedae enviou uma nota ao jornal dizendo que técnicos vistoriaram o condomínio Brisa do Vale e constataram que, apesar das inúmeras denúncias dos moradores, o condomínio estava abastecido até a sua cisterna. Ela ressaltou que o problema era interno. Como o condomínio é grande, utiliza três bombas para distribuir a água da cisterna para as suas áreas distintas. A Companhia ressaltou que o sistema interno é de responsabilidade do condomínio, e não da Cedae, a quem cabe levar água até a cisterna.

Diante dessas alegações, os moradores entraram em contato com a nossa equipe para desmentir o que a companhia estava afirmando. “Sou morador desde a entrega e nos cinco anos que vivo aqui estão sendo de bastante sofrimento por conta da Nova Cedae. Todos os anos temos problema no abastecimento, seja por falta de chuva ou pela má gestão da companhia. No último mês estamos sendo abastecidos duas vezes na semana e sendo que temos que reunir essas duas pra termos água suficiente pra todos”, relata Everton, morador da quadra sete. “Com relação ao relato deles onde falam que o problema é interno, isso é mentira. Todas as bombas estão funcionando normalmente. O que aconteceu é que ficou um saldo na cisterna principal e o segundo envio completou a mesma e foi enviado a água para os castelos que enviam para os blocos”, explica.

O jornal procurou a Nova Cedae novamente que informou que um equipe esteve na quarta-feira (4), no local e constatou que o condomínio encontrava-se abastecido. Ela diz que técnicos vêm realizando manobras regularmente para reforçar o abastecimento no local. De toda forma, ela ressalta que um equipe está monitorando permanentemente o sistema de abastecimento para se certificar de que o volume destinado à localidade é o adequado para, caso seja preciso, realizar as intervenções necessárias.

Denuncie o problema

Com o aumento nas reclamações referentes ao abastecimento, o jornal O DEBATE está criando um canal com os seus leitores. Quem estiver com problemas referente a água, pode enviar uma mensagem pelo WhatsApp: (22) 99609-9064. Na hora é importante, além de informar há quanto tempo o problema está acontecendo, o nome e o endereço completo. Esse contato também poderá ser usado para outras denúncias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here