Comprar alguns medicamentos pelas farmácias de Macaé tem gerado dor de cabeça na população

Frente ao cenário pandêmico, medicamentos com elevação de preços fortalecem a crise sanitária

 

Com a pandemia do novo coronavírus, parte da população macaense vem sentindo o fortalecimento da crise econômica através dos preços encontrados em alguns itens de farmácias. Além de medicamentos, produtos de saúde como nebulizadores e termômetros, são algumas das mercadorias que tiveram uma alta significativa nos últimos meses em Macaé.

De acordo com os relatos, remédios considerados básicos como analgésicos, antialérgicos, anti-inflamatórios, entre outros, estão com os preços muito acima da tabela, bem como os medicamentos que já eram mais caros antes do cenário pandêmico, o que prejudica inúmeras pessoas que, nos dias atuais, perderam seus empregos, ou tiveram reduções em seus salários, entre outras condições de precariedade. “Não tem como prevermos doenças. Embora nós cuidemos para que isso não aconteça, é algo que está fora do nosso alcance. É revoltante precisar de remédios, num momento como esse, e achá-los com preços abusivos. Tem muitas pessoas passando dificuldades, como a fome, que também mata”, ressalta a dona de casa Eloísa Bastos.

Além da compra por medicamentos, com a pandemia, a demanda disparou e a procura por itens de farmácias como termômetros, álcool em gel, nebulizadores, inaladores e aparelho de aferir pressão arterial aumentou e, com isso, os preços desses subiram também, segundo estudos.

“Como não possuo cadastro em nenhuma farmácia da cidade, antes de comprar qualquer produto, sempre faço uma ronda para garantir uma melhor economia. Às vezes é gritante o preço de um remédio para o outro entre as farmácias do Centro, por exemplo. Muitos deles possuem diferença de R$10,00, como no caso de um simples xarope”, revela o autônomo Geraldo Melo.

Além disso, embora não exista a comprovação científica como remédios passíveis de cura contra o vírus da COVID-19, além dos preços elevados, remédios como ‘hidroxocloroquina’, ‘ivermectina’ e alguns corticóides estão sendo difíceis de ser encontrados por pacientes que necessitam desses medicamentos diante dos seus problemas de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here