Macaé ressurge através de novas ideias

204

Avaliação de mercado aponta ressurgimento após o cenário de depressão

Apesar dos aspectos atuais ainda serem desanimadores em virtude dos impactos da pandemia do Coronavírus, o ressurgimento de Macaé, a partir da retomada das atividades econômicas locais, é garantido através da visão e dos esforços de uma nova classe empresarial que surge no município, capaz até de participar e interferir também nas discussões políticas e eleitorais que serão definidas neste ano.

Além de representar a renovação de um tradicional e competitivo mercado esses “novos empresários” ganham a chancela de importantes lideranças do setor na cidade, e assumem uma característica relevante para a superação do município: a união de forças.
Com esse aspecto, o empresário do ramo imobiliário Rodrigo Gomes Ribeiro acredita na oportunidade de se construir um cenário interessante para a economia de Macaé, a partir das flexibilizações das atividades básicas do município indicando assim o início de um período pós-pandemia.

“Tenho conversado com amigos de diferentes setores da economia da cidade e muitos acreditam que é possível contribuir com a recuperação de Macaé através da união dos nossos esforços em identificar oportunidades em meio ao cenário de pandemia”, aponta o empresário.

Rodrigo explica que o histórico e a característica econômica de Macaé já apresentam exemplos de estratégias que podem sim contribuir com a recuperação de atividades e setores diretamente impactados pela crise.

“O setor do petróleo buscou, em seu auge, criar um comitê empresarial consolidado, que ajudou muitas empresas locais a crescerem e se desenvolverem ao ter acesso direto as multinacionais que atendem a Petrobras e outras petrolíferas. Eu acredito que essa estratégia de integração entre prestadores de serviços e fornecedores de produtos, de diferentes setores, pode criar uma cadeia econômica ainda mais forte”, disse o empresário.
E o resultado dessa integração, segundo Rodrigo, é a preservação do maior número possível de postos de trabalho.

“Acredito que é possível criar vagas de trabalho, através deste contexto de integração. Hoje, possuímos em Macaé instituições empresariais respeitadas e bastante atuantes que nos dão essa diretriz de superação, através da união de forças. Acredito que nós empresários iniciantes devemos aprender com a história dessas instituições, e buscar dar o suporte necessário para que esse trabalho seja ampliado e perpetuado”, avalia Rodrigo.
O empresário também chama a atenção para um ponto importante, o de se criar uma agenda de discussão mais enérgica com as instituições políticas locais, que possuem poderes de definir medidas imediatas e bastante eficazes para auxiliar a retomada da economia local.
“Eu também acredito que essa ideia precisa ser transformada em uma agenda política coletiva, capaz de mobilizar decisões necessárias ao setor. E acredito que essa discussão precisa ganhar força nesta fase pré-eleitoral”, afirma Rodrigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here