Corporações musicais das escolas vão participar do desfile cívico na Avenida Elias Agostinho, na Imbetiba

A expectativa é receber um público de cerca de 5 mil pessoas na orla de Imbetiba

O desfile dos 206 anos de fundação da vila de Macaé está sendo organizado pela Secretaria de Educação. A programação será no dia 29, às 9h30, na Avenida Elias Agostinho, na Imbetiba. Com o tema “Cultura afro-brasileira, uma mistura de sabores, cores e ritmos”, a expectativa é receber um público de cerca de 5 mil pessoas. Antes, haverá solenidade cívica de hasteamento da bandeira em frente à prefeitura, às 9h.

Os diretores das escolas municipais já estão sendo mobilizados para o evento, que contará com a participação de estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Superior. Serão apresentados projetos desenvolvidos nas escolas municipais, que destacam a história, cultura negra e sua contribuição nas áreas social, política e econômica. O objetivo é contar e valorizar a identidade e contribuir na formação da cidadania. A programação terá cinco pelotões, representantes de instituições civis e militares.

No decorrer do desfile, as escolas vão enfatizar as ações que foram realizadas na Literarte, feira cultural que aconteceu no primeiro semestre letivo. A abertura do desfile será com representantes de diversas corporações e instituições como Capitania dos Portos, Forte Marechal Hermes (Exército), Polícia Militar, Bombeiros, Ordem Pública-Guarda Municipal, Defesa Civil e Mobilidade Urbana.

A Avenida Elias Agostinho receberá representantes do 95º Grupo Escoteiro Macaé, 99º Grupo Escoteiro Macaé e 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé. Participam ainda Motoclube de Macaé e os projetos Embaixadores do Rei, Clube dos Desbravadores de Macaé, Despertar Débora-Movimento das Mães de Oração, Escola Municipal de Dança e Polo Cultura da Fronteira.

Bandas escolares vão
apresentar novidades

Entre as corporações musicais confirmadas estão as das escolas Generino Teotônio de Luna (Professor Jamil Andrade Dias-Virgem Santa), que vai se apresentar junto ao pelotão de bandeiras da Secretaria Adjunta de Educação Básica. Na lista também estão as corporações Polivalente Anísio Teixeira (Costa do Sol), Cláudio Moacyr de Azevedo (Aeroporto), Oscar Cordeiro (Aeroporto), Professora Maria Isabel Damasceno Simão (Centro), Paulo Freire (Lagomar) e Tarcísio Paes Figueiredo (Bicuda Grande).

Outras corporações são Leonel de Moura Brizola (Barra), Elza Ibrahim (Ajuda), Jacyra Tavares Duval (Novo Cavaleiros) e Carolina Curvello Benjamin (Trapiche). Também haverá a participação da Banda Marcial Veteranos de Macaé, Apae, Grupo Portadores da Alegria, Centro Municipal de Atendimento Especializado ao Escolar (Cemeaes), Conselho Municipal do Idoso, Casa do Idoso, Associação Macaense de Apoio ao Deficiente Auditivo (Amada) e Associação Macaense de Apoio aos Cegos (Amac).

Pelotões – No primeiro pelotão, “Nossas Raízes”, haverá a integração dos alunos da Educação Infantil, que vão frisar a temática sobre a construção de um país mais justo e o comprometimento com a educação na primeira infância.

Já o segundo pelotão será “Nossa identidade” com alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Será retratada a identidade negra, construção social, histórica e cultural. A intenção é abordar a importância da escola como espaço de análise, discussão e reflexão da realidade, com as singularidades compartilhadas e respeitadas.

A temática “Nossa história” será foco do terceiro pelotão, que terá representantes do 6º ao 9º ano e Ensino Médio. Serão ressaltados projetos voltados para o desenvolvimento do protagonismo juvenil e as ações promotoras da igualdade étnico-racial. Na passagem das escolas, é destacado que o aluno deve ser visto como fonte de iniciativa, liberdade e compromisso com a história de luta e resistência.

Já o quarto pelotão será “Nossa liberdade” com a mobilização dos alunos e profissionais da Educação Inclusiva, Educação de Jovens e Adultos e projetos educacionais. Serão evidenciados os direitos de igualdade e liberdade garantidos pela constituição.

Finalizando, o quinto pelotão terá como enfoque “Cultura e tradição” com registro da manifestação cultural de origem africana, que é uma das maiores tradições culturais da cidade, o Boi Pintadinho. Será retratado o espírito de trabalho em equipe em prol da educação, cultura e cidadania. Também no pelotão será apresentado o tema “Macaé: cidade do conhecimento e do saber” com a participação dos que integram projetos como robótica nas escolas, atlética da Faculdade Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS) e do Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep).

A programação vai contar com atuação das secretarias operacionais de Defesa Civil, Limpeza Pública, Ordem Pública e Mobilidade Urbana. A Secretaria de Saúde vai destinar equipe médica e ambulâncias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here