Nova UTI Neonatal Neurológica está funcionando na unidade Nicola Albano desde o início do mês

Objetivo da nova tecnologia é obter diagnósticos precoces de lesões cerebrais e reduzir a incidência de crianças com deficiência no futuro

O município de Macaé conta agora com uma unidade de UTI Neonatal Neurológica especializada no monitoramento cerebral e na prevenção de sequelas neurológicas em bebês que nascem com problemas graves, como asfixia perinatal – mais conhecida como falta de oxigenação na hora do parto. A nova UTI Neonatal Neurológica está funcionando na unidade Nicola Albano (Rua Mal. Deodoro, 565 – Centro) desde o início de dezembro e a grande maioria do atendimento é de recém-nascidos do SUS – Sistema Único de Ensino.

Trata-se de uma Central de Monitoramento 24h, desenvolvida pela Organização PBSF (Protecting Brains & Saving Futures), que tem como objetivo utilizar metodologias para neuroproteção e diagnóstico precoce de lesões cerebrais e reduzir, assim, a incidência de crianças com deficiência neste grupo. Tudo isso, por meio de um método de telemedicina avançada e inteligência artificial.

Além de bebês com asfixia perinatal, outros inseridos neste grupo de risco são: bebês com crises convulsivas; mal epiléptico; malformações do sistema nervoso central; prematuridade extrema; hemorragia intracraniana; cardiopatia e aqueles com erro inato do metabolismo.

A UTI Neonatal Nicola Albano atende crianças de Macaé e de mais 19 municípios vizinhos como Armação dos Búzios, Araruama, Cachoeiras de Macacu, Rio Bonito e São Pedro da Aldeia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here