O vereador ressaltou que irá trabalhar muito para que a nossa cidade volte a ser atrativa a novos investimentos e para buscar a solução de problemas - Divulgação

Vereador eleito declara: “Os desafios são enormes, mas imensa é a nossa disposição para ajudar a construir uma Macaé melhor”

Eleito com 1426 votos, o Vereador Luciano Diniz deixa registrado a sua gratidão aos seus eleitores pelo seu retorno à Câmara Municipal de Macaé, demonstrando assim o reconhecimento pelo seu trabalho prestado ao município. “Os desafios são enormes, mas imensa é a nossa disposição para ajudar a construir uma Macaé melhor. Trabalharemos muito para que a nossa cidade volte a atrair novos investimentos, para buscar a solução de problemas já conhecidos que a cidade tem. Contem comigo e obrigado pelo voto de confiança”, declarou o parlamentar.

Entretanto, logo no dia seguinte às eleições, o vereador foi internado na Clínica São Lucas devido a confirmação de ter contraído a Covid-19. Após o teste de Coronavírus, foi surpreendido com o resultado positivo. Deixando o UTI e em fase de franca recuperação, Luciano relata as suas emoções diante da doença.

“Estou muito feliz e emocionado. Foram 15 dias na UTI da Clínica São Lucas, que tem significados muito especiais na minha: Família Zukeran; aqui mamãe desencarnou em 2013; e agora, eleito, vim tratar a COVID-19”, disse.

Luciano Diniz acrescentou que, com quase 70% de ocupação do pulmão, agora está recuperado. “Saio desta clínica uma pessoa melhor que antes: mais convicta de que o mundo é mais coletivo, a alegria não é individual, que temos que dar valor aos mínimos detalhes da vida e que temos que ficar vigilantes para se desprover do mal. E saio daqui com muita energia e força, para fazer um mandato quente, envolvente, mais interativo e social”, declarou o parlamentar.

E prosseguiu: “Vou me empenhar junto ao próximo prefeito Welberth Rezende a fazer as obras de infraestrutura dos bairros mais carentes de Macaé, para levar mais qualidade de vida às pessoas. Quero muito aproveitar essa oportunidade que o povo e Deus me deram, para fazer melhor que o nosso grupo político já faz de bom”, declarou.

O vereador frisou que serão grandes desafios a enfrentar em 2021. “Espero que o próximo governo seja de apoio total à população, por ser um ano diferente, onde as pessoas estão muito sofridas, desempregadas, passando fome, então acho que é um momento em que todas as autoridades políticas são convocadas a acolher as pessoas que sofrem, independente de posição política, cor, raça, sexo, religião, orientação sexual, dependência física ou de qualquer um desses assuntos, mas é um momento de acolhimento”, ressaltou.
O parlamentar afirma que 2021 é ainda uma incógnita para a humanidade. Ninguém sabe o que vai acontecer. A vacina contra Covid-19 é uma expectativa. “Então na verdade tendemos a não desenvolver um mundo pós COVID-19. É um momento muito delicado.

Todos estão fragilizados e muito empobrecidos de afeto, ajuda, emprego, e isso tende a piorar. Então o papel dos governantes, de todos os municípios brasileiros e dos vereadores que foram eleitos, é de acolhimento. Precisamos manter os cuidados com a saúde para atender a demanda do COVID-19, e reestruturar Macaé economicamente através do Porto, Termelétricas, do Turismo Sustentável; desenvolvendo ações de infraestrutura que geram saúde, educação, empregos e devolver a dignidade às famílias macaenses”, afirmou ele.
O vereador eleito completou afirmando que acredita que o prefeito eleito Welberth irá fazer um governo para os mais carentes e aos mais necessitados. “Essa deve ser a forma que devemos nos portar diante das novas condições de vida impostas pela pandemia da COVID-19”, concluiu.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here